27 de janeiro de 2022

Destaque Página inicial: Destaque - 5

A estratégia errada dos novos

A estratégia errada dos novos

A decepção de boa parte da população com o chamado “novo” está gerando um efeito grande na eleição para prefeito de Manaus. Aos 80 anos, o veterano Amazonino Mendes (Podemos) cresce nas pesquisas na mesma medida em que seus adversários ocupam a mídia para dizer que ele está velho e cansado. É que, ao fomentar esse tipo de argumento, os “novos” o ajudam. Desta vez, pelo que indicam os levantamentos de opinião, a população vai optar pela segurança, pela confiança, pela experiência administrativa. E ninguém preenche todos esses quesitos como o “Negão”. Portanto, sem precisar promover nenhum grande comício ou

Nova taxa “Fundo Verde”…O pote está transbordando…

Nova taxa “Fundo Verde”…O pote está transbordando…

“O pote está transbordando, precisamos de medidas para melhorar seu nível, quem não puder ajudar, não atrapalhe! O momento exige seriedade e equilíbrio, com propostas que tratem da construção de um ambiente competitivo, e da manutenção das regras que possam dar o mínimo de segurança jurídica, princípio básico para atração e manutenção de investimentos e empregos em qualquer lugar do planeta.” Saleh HAMDEH (*) Usando uma metáfora conhecida, que compara a competitividade de uma empresa ou de um setor, ao nível de água em um pote, onde o líquido existente dentro do pote faz a composição dos custos de, insumos,

Band Amazonas sai na frente

Band Amazonas sai na frente

A Band Amazonas promove hoje o primeiro debate entre os candidatos à Prefeitura de Manaus nesta campanha. A emissora começa a criar uma tradição de abrir este tipo de programa em todo ano eleitoral. A novidade desta vez é que um jornalista local será o âncora da atração. Caberá a Neto Cavalcante, apresentador do Band Cidade e que há oito anos integra o Grupo Bandeirantes de Comunicação, a mediação. O diretor-geral da emissora, Diego Trajano, reforça a importância do primeiro encontro entre os candidatos na Band. ”O primeiro debate dá o tom da campanha e, além disso, oferece ao eleitor

Fundo Amazônia, desprezo, ignorância ou incompetência?

Fundo Amazônia, desprezo, ignorância ou incompetência?

Wilson Périco(*) No momento em que se vive o fantasma e o desespero por criação de novas fontes de recursos para o desenvolvimento sustentável da Amazônia, torna-se importante e relevante, demonstrar o que já existe, e das nossas dificuldades em gerir recursos com seriedade e responsabilidade. Neste sentido, me parece apropriado, trazer à tona, os fundos já existentes, que faremos em série, e com uma abordagem individualizada. O primeiro da série, será o Fundo Amazônia, que tem como gestor o BNDES. A seguir, um breve histórico do que é o Fundo Amazônia: Lema – “O Brasil cuida. O mundo apoia.

Um novo e indigesto imposto

Um novo e indigesto imposto

O Ministro da Economia, Paulo Guedes, está propondo um novo imposto, desta vez com o objetivo de criar um fundo voltado para a preservação do meio ambiente. A ideia é tirar 1% do faturamento das empresas instaladas na Zona Franca de Manaus, começando pelo polo de informática. É mais um duro golpe sobre o já bastante atacado modelo de desenvolvimento instalado com sucesso no Amazonas. E mais uma guerra a ser travada pela bancada federal do Estado. As reações já começaram. Ontem, na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Serafim Corrêa (PSB), um dos maiores especialistas no assunto, afirmou que trata-se

Uma mega operação no Amazonas

Uma mega operação no Amazonas

A Polícia Civil do Amazonas deflagrou a operação ‘Mamon’, a maior contra o tráfico de drogas já registrada na história do Estado. As investigações iniciaram há cerca de três meses, quando os policiais receberam a informação de que um indivíduo identificado como Gilson Mattos Rodrigues, 41, conhecido como ‘RDK’, trazia quantidade significativa de drogas do município de Japurá (distante 744 quilômetros em linha reta de Manaus) para a capital amazonense e, posteriormente, distribuía para outros estados do país. Na última sexta (25), sabendo do transporte dos entorpecentes, as equipes deflagraram a operação e conseguiram prender todas as dez pessoas investigadas,

Casamento só na igreja

Casamento só na igreja

A Corregedoria-Geral de Justiça do Amazonas desautorizou a realização de casamentos civis em praias, balneários e bares, em todo o território estadual. O novo regramento consta no Provimento 376/2020-CGJ e busca prevenir o contágio pela Covid-19. O documento foi assinado pela corregedora-geral de Justiça, desembargadora Nélia Caminha Jorge, publicado na edição de sexta-feira (25) do Diário da Justiça Eletrônico e foi providenciado um dia após a publicação, pelo Executivo Estadual, do decreto 42.794/2020 que dispõe sobre medidas complementares para enfrentamento da emergência de saúde pública no âmbito do estado do Amazonas. No caso de bares, o documento especifica que a

“Fundos e contribuições da indústria precisam ser aplicados conforme a lei”

“Fundos e contribuições da indústria precisam ser aplicados conforme a lei”

Entrevista com José Alberto da Costa Machado Doutor em Desenvolvimento Regional, servidor público, professor da UFAM, atualmente na Coordenação do Ministério Público Estadual e sua interface com a sociedade, José Alberto da Costa Machado é uma referência acadêmica, institucional e cívica na defesa da economia do Amazonas e na interiorização do desenvolvimento. Com outros especialistas, integrou o Grupo de Trabalho que formulou as linhas de trabalho da Nova ZFM, expressas no Documento Desenvolvimento Sustentável da Amazônia: diversificação produtiva e promoção da Bioeconomia a partir da Zona França de Manaus. Nessa entrevista ele conta as premissas e estratégias do texto e ressalta a

Covid-19 faz Wilson recuar

Covid-19 faz Wilson recuar

O governador Wilson Lima (PSC) se rendeu às evidências e anunciou ontem e edição de decretos que restringem novamente o funcionamento de bares, restaurantes, flutuantes e casas de show. Ele só não voltou atrás da ideia de retomar também o ensino fundamental, o que acontecerá no final do mês. O fato é que a Covid-19 votou a causar mais internações e contaminações. Muito embora nenhuma autoridade se atreva a falar em uma “segunda onda”, o que está acontecendo é algo muito parecido. A deputada Mayara Pinheiro (Progressistas), presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa, subiu à tribuna para dizer

Amazônia, os caminhos da convergência empresarial

Amazônia, os caminhos da convergência empresarial

Wilson Périco(*) Convergência Empresarial da Amazônia É na dificuldade que aparecem as oportunidades ou a acomodação. Em tempos de pandemia da Covid-19, optamos por ir à luta e promovemos aproximação ainda maior entre as entidades que atuam na Zona Franca de Manaus e este foi e continua sendo nosso maior acerto. É bem verdade que já estávamos trabalhando em sintonia e o impacto sanitário nos aproximou intensamente. Em pouco tempo nos demos conta que, aliançados, FIEAM, CIEAM, ELETROS E ABRACICLO, se tornaram um Comitê ZFM Covid-19, ficamos mais forte e alinhados, na busca de soluções para ajudar o poder público

Um recado aos cartórios

Um recado aos cartórios

A Corregedoria-Geral de Justiça do Amazonas expediu a Recomendação 02-2020/CGJ-AM recomendando, de forma expressa, que as serventias extrajudiciais em funcionamento no estado do Amazonas abstenham-se de contratar para atuação como funcionários, pessoas condenadas em decisão com trânsito em julgado ou proferida por órgão jurisdicional colegiado. No rol de condenações que devem ser observadas pelos delegatários responsáveis pelas serventias, ao apurar a vida pregressa dos postulantes à função de funcionários estão: condenações por crimes hediondos; de lavagem de dinheiro; praticados por organização criminosa; crimes eleitorais (para os quais a lei comine pena privativa de liberdade); crimes contra a administração pública; contra

Amazonas, difamação sob encomenda

Amazonas, difamação sob encomenda

Wilson Périco (*) Convergência Empresarial da Amazônia Há exatamente três anos, o jornal Financial Times e sua revista de Investimentos, a fDIntelligence, reconheceu nosso programa de desenvolvimento regional, a Zona Franca de Manaus, com premiações na área de Melhor Alternativa de Investimentos e Sustentabilidade. O mesmo reconhecimento já havia sido formalizado pela União Européia, UE, no contexto Desenvolvimento associado ao Meio Ambiente, da Agenda 21 e pela Organização Mundial do Comércio, OMC, quando advertiu a utilização irregular dos incentivos da indústria paulista e exaltou o Polo Industrial de Manaus, por sua performance nos serviços ambientais e redução das desigualdades inaceitáveis