A fome aumenta e assusta!

Por *Régia Moreira Leite*
Ação Social Integrada 
FIEAM, CIEAM, ELETROS e ABRACICLO
Manaus, abril/2021

Os tempos são sombrios e ameaçam agredir a Esperança que nos move!  E para agravar tudo isso, está no radar o risco da terceira onda, a partir de Manaus, desta pandemia amaldiçoada. Nós precisamos continuar mobilizados para ajudar as pessoas. Mais pessoas. O desemprego, a fome e todas as suas sequelas desassossegam nossa alma. O Auxílio Emergencial do governo federal tão esperado  – que só chegará na mãos das pessoas no mês que vem –  vem com um valor ínfimo, que não dá pra acessar quase nada. Uma frustração a mais neste Brasil tão desigual!!

Lamentamos por aqueles que rotulam de assistencialismo e outros chavões do lugar comum que, indiretamente, condenam a Solidariedade. Será que já estamos fazendo nossa parte apenas pagando imposto? Será que este volume tão brutal de impostos chega a alcançar quem de fato precisa? Não se trata apenas de arranjar postos de trabalho, como se a boa intenção fosse capaz de saciar a fome de alguém. O desemprego é estrutural e global. E nunca foi tão devastador. Neste momento, não temos tempo nem direito de filosofar pois a fome já está instalada e é preciso ajudar. Se somos filho do mesmo Pai, como asseguram todas as sagradas escrituras, como virar as costas para a dor de nossa irmã, nosso irmão, suas crianças? Precisamos agir e sem demora, nem dispersão. 

Os jornais desta semana comentaram sobre os novos e maiores bilionários do mundo. Os homens e mulheres de sete dígitos. E chamou a atenção o desempenho dos nossos patriotas, os bilionários do Brasil.   O clube dos abonados subiu de 45 membros – número registrado em 2020 – para 65. Juntos agora somam US$ 219,1 bilhões, mais de R$ 1 trilhão, contra US$ 127,1 bilhões do ano passado. Está na revista Forbes, a vitrine dos bacanas. Isso foi publicado quando o Brasil registrou 4.1850, dia 6 de abril. E quando a fome está batendo todos os recordes. 

No Amazonas, diz o IBGE, já temos 2,7 milhões de pessoas entrando no segmento sinistro da vulnerabilidade social. Ou seja, estão sem suas necessidades básicas atendidas. Estão passando fome. A desnutrição leva as crianças ao retardo e a fome no seio da família deixa os adultos à beira da loucura. 

Quem puder ajudar, vamos ajudar! Vamos ajudar mais!!! Tudo isso vai passar, com certeza, chegaremos a um tempo de paz e harmonia. Mas não sabemos quando nem como, por isso a  fome de bilhões de pessoas mundo afora tão cedo não vai passar. A fome acaba apenas quando as pessoas comem ao menos três refeições por dia. Por isso, é óbvio, ela não pode esperar. 

Contamos com sua ajuda, se puder, um pouco mais, ainda. De nossa parte, uma certeza:  todos podem contar com nossa dedicação, adesão e entrega. O prêmio para tudo isso nós já estamos recebendo todos os dias no rosto de gratidão e de alívio das famílias alcançadas. É claro que poderíamos fazer mais, e queremos fazer. Entretanto, tudo o que até aqui fizemos com esta forma divina do amor, a solidariedade. As famílias alcançadas se transformam em presentes de valor inestimável em nossas vidas, com traços da sintonia e harmonia universal. 

Muito obrigado! 

Muito obrigado, mesmo, especialmente porque nunca estivemos tão juntos e solidários!!!

Régia Moreira Leite - Ação Social Integrada da Indústria ZFM
Foto/Destaque: Divulgação 

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email