21 de maio de 2022
é repórter do Jornal do Commercio
é repórter do Jornal do Commercio

Evaldo Ferreira

Um fim de semana no museu! Programação vai até domingo em Manaus

Encerra neste domingo (22), a Semana Nacional de Museus. A 20ª edição da Semana, coordenada pelo Instituto Brasileiro de Museus, iniciou na segunda-feira (16), e este ano tem como tema ‘O poder dos museus’. Em Manaus, só o Palacete Provincial, localizado na praça Heliodoro Balbi, a popular praça da Polícia, abriga cinco museus: de Arqueologia, da Imagem e do Som, de Numismática, Tiradentes e a Pinacoteca do Estado. O Palacete, por si só, já é um museu. O prédio foi fundado em 1874 e, por mais de 100 anos, funcionou como Quartel da Polícia Militar do Amazonas. Em 24 de

Mel: uma doce vocação no médio Amazonas

Hoje é o Dia Internacional das Abelhas, data estabelecida pela ONU, em 2017, para lembrar a importância da polinização para o desenvolvimento sustentável. A data homenageia o esloveno Anton Jansa, nascido em 1734, e considerado o pioneiro da apicultura moderna. No Amazonas, um município que vem se destacando na produção do mel é Boa Vista do Ramos, localizado às margens do Paraná do Ramos, no médio Amazonas. Atualmente, ainda sem explorar totalmente o seu potencial, o município chega a produzir 1,5 tonelada/ano do produto e, apesar da qualidade e pureza do mel, todo ele é consumido praticamente no município com

Jambu vai muito além da culinária

Se não o mais destacado, mas com certeza o mais exótico tempero da culinária amazônica, pesquisas vêm demonstrando que o jambu vai muito além do que apenas um diferencial no paladar. Se a também amazônica pimenta murupi é famosa pelo grau de picância, com grau nove na escala de ardume, a mais forte do Brasil, o jambu, ao contrário, apenas adormece a língua e essa dormência se espalha pela boca, em maior ou menor grau de acordo com a concentração de espilantol, que vamos conhecer mais adiante. Sobre as outras qualidades do jambu, além da gastronomia, quem sabe mesmo é

Olhar sobre o Chafariz das Quimeras

Em outubro de 2020 o Jornal do Commercio publicou a matéria ‘Sob a proteção das quimeras’, contando um pouco da história do Chafariz das Quimeras. Inaugurado em 1913, na praça 15 de Novembro, próximo a atual rua Visconde de Mauá, o belo elemento arquitetônico foi transportado para outros locais, na cidade, até finalmente ser posicionado, em 2009, no Parque Senador Jefferson Peres, onde permanece até hoje. A história chamou a atenção da arquiteta e urbanista Márcia Honda, que resolveu elaborar o projeto ‘Percursos e percalços de uma fonte do centro histórico de Manaus-AM’ e participar do edital Prêmio Zezinho Corrêa,

A turnê dos petiscos campeões

Neste fim de semana você tem três ótimas opções de bares para tomar aquela cerveja gelada acompanhada de petiscos campeões: o Espetus Du Manu (Nova Cidade), o Boteco Caranguejo.com (Adrianópolis), e o Jápeto Bar e Restaurante (Centro). Eles foram os vencedores do concurso gastronômico Comida Di Buteco 2022 apresentando petiscos pensados e preparados especialmente para o concurso. O resultado foi divulgado na segunda-feira (9). O Jápeto foi inaugurado há apenas seis meses e conseguiu o terceiro lugar com o petisco ‘Costela de Titãs’ –pastelzinho de ragu de costela bovina com queijo mussarela, servido com maionese de alho e ketchup de

Feira da Eduardo Ribeiro virou cartão-postal da cidade e continua fervendo

No próximo mês a tradicional Feira de Artesanatos da Eduardo Ribeiro completará 22 anos de existência só tendo parado de acontecer, nesse tempo todo, em períodos distintos durante a pandemia. Desde abril do ano passado, porém, a Feira voltou a acontecer e, enquanto alguns permissionários reclamam de as vendas já terem sido melhores, outros comemoram o aumento delas. As irmãs Sandra e Selma Barros mantêm uma barraca na Feira há 14 anos e disseram que “as vendas já foram maravilhosas há uns dez anos, mas que nos últimos tempos isso tem decaído, principalmente no retorno pós-pandemia”. As duas comercializam objetos

Pé na areia e muito sol nas praias do Açutuba

O Sol teima em dar vez para as chuvas, independente disso você já pode começar a visitar as belezas naturais que existem nas proximidades de Manaus, como as praias do Açutuba, em Iranduba. A cheia está vindo com força, mais uma vez, encobrindo as praias da região, mas sempre sobram espaços para um gostoso banho de rio nas pretas águas do Negro. Quem quiser, pode esperar até o final de junho, quando as águas começam a baixar, porém, quem desejar apenas se encantar com a vista do rio maravilhoso, o Açutuba aguarda. Com certeza a região do Açutuba possui as

A arquitetura secular e os janelões de Manaus

A partir de 1900, com o enriquecimento da cidade pelo comércio da borracha, Manaus se encheu de belos casarões e palacetes. Suas existências, porém, foram efêmeras. A partir da década de 1950 eles começaram a ser demolidos pelos seus proprietários porque eram considerados ultrapassados. Em seus lugares surgiram os bangalôs, com arquitetura bem mais simplificada. Nas décadas seguintes, 60, 70 e 80, as demolições de casarões e palacetes continuaram e os que não tiveram esse fim, há alguns anos estão abandonados, sofrendo o desgaste do tempo e, mais cedo ou mais tarde, também irão ao chão. Para tentar resgatar, ao