Conheça o robozinho autônomo que pode vigiar sua casa, seus filhos e pets

Um brinquedo, uma ferramenta ou um item educacional? A própria Moorebot, empresa californiana especializada em criar dispositivos robóticos, deixou em aberto a resposta para essa questão a respeito do Scout, seu mais novo produto anunciado nesta semana. Trata-se, a grosso modo, de um robô autônomo, dotado de inteligência artificial e capaz de percorrer toda a sua casa utilizando um conjunto de quatro rodas.

O invento pode tanto operar sozinho — confiando em seus sensores e em seu sistema de reconhecimento facial e de objetos — quanto ser operado remotamente através de um aplicativo dedicado. Ele também pode ser integrado a outras plataformas de “casa inteligente”, incluindo o Google Home e smart speakers com a Amazon Alexa. Quando sua bateria está prestes a acabar, o Scout volta sozinho à sua estação de recarga.

A parte educacional da coisa toda está no fato de que qualquer pessoa pode expandir as capacidades do Scout usando a Scratch, uma linguagem de programação visual projetada para crianças. Sendo assim, o robozinho pode virar até mesmo uma plataforma para ensinar robótica aos pequenos, já que é muito fácil “ensiná-lo” a fazer novos truques; programadores experientes podem programá-lo também na linguagem C. 

O único aspecto que preocupa é o da segurança — será que a equipe da Moorebot se lembrou de proteger o suficiente a infraestrutura do Scout para impedir que, por exemplo, um criminoso cibernético invada seu robô e espione os membros da sua casa? De qualquer forma, o gadget passará a ser vendido na loja oficial da marca entre março ou abril, pelo preço sugerido de US$ 179 (R$ 982).

Cozinha robótica faz mais de 5 mil receitas e ainda se limpa sozinha

Moley Robotic é a novidade para dentro das cozinhas

A CES, evento já tradicional no universo da inovação e tecnologia, sempre foi palco para a apresentação de novidades tecnológicas disruptivas — só para montar um breve histórico, foi durante tal feira que o mundo conheceu, dentre outras inovações, o gravador de vídeocassete, o console Pong (considerado por muitos como o primeiro videogame doméstico do mundo) e até os bons e velhos Compact Discs (CDs). Neste ano de 2021, porém, as coisas estão um pouco mais insanas do que o normal.

Veja, por exemplo, o anúncio da Moley Robotic Kitchen. Trata-se, sem dúvidas, do “produto” mais excêntrico do evento; as aspas são necessárias, já que não estamos falando de um simples gadget, mas sim de uma cozinha inteira projetada para interagir com um conjunto de braços robóticos capazes de preparar mais de 5 mil pratos a partir do zero. Nenhuma interação humana é necessária.

Pode parecer absurdo, mas — novamente — o “produto” é real e já está à venda. Os braços robóticos conseguem abrir a geladeira, pegar itens nos armários, escolher os utensílios apropriados, ajustar a temperatura do fogo e mexer os ingredientes até que a receita esteja pronta. Temos que ser razoáveis e concordar que os pratos não parecem tão apetitosos assim, mas… Ei, é uma comida feita por um robô. Não podemos reclamar.

GM apresenta drone futurista individual

Drone conceito da GM ainda traz a marca Cadillac

Um conceito de drone elétrico com subida e descida vertical foi uma das novidades apresentadas pela GM na CES 2021. Se algum dia chegar ao mercado, o veículo vai permitir que os usuários voem sozinhos por aí – e ainda com a marca Cadillac.

É a primeira vez que a marca apresenta um veículo voador. Michael Simcoe, líder global de design da GM, diz que esse é um conceito adequado às necessidades de aproveitar o tempo e de ter conveniência. Segundo ele, os avanços em tecnologias autônomas e elétricas deve fazer as viagens aéreas individuais possíveis.

O drone tem um motor elétrico de 90 KWh que envia energia para quatro rotores. Por enquanto, foram mostrados apenas desenhos e animações do modelo, mas se o real ficar como nas imagens, vai ser surpreendente. Não foram informados muitos detalhes técnicos, muito menos um cronograma de produção ou chegada ao mercado.

Além de levar o passageiro a seu destino, o drone individual vem equipado com equipamentos de comunicação ar-ar e ar-terra. E isso não é tudo: segundo Simcoe, já há outros conceitos prontos para serem construídos. Um deles é um modelo luxuoso com dois assentos.

Como o drone da GM ainda é um conceito, não se sabe se vai chegar à linha de produção. Mostra, porém, que a montadora aparentemente tem a intenção de investir nessas tecnologias e pensa em um futuro centrado em eletrificação, veículos autônomos e carros conectados.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email