Do recrutamento destraçado de um escritor (01)

*Bosco Jackmonth

Referimo-nos ao passamento de Carlos Gomes autor do livro de contos Mundo Mundo Vasto Mundo, já na sua 2ª. Volta, edição revista e amentada. O óbito impensado, mesmo após algum tempo acamado, deu-se em 8 de novembro próximo passado, embora sempre gozasse ele de boa saúde, eis que até então se tratava de alguém de vida sadia e de idade não indicada para o quadro, como o foi, cabendo então imaginar o porquê do inaudito passo dos burocratas do além (anjos?) ou quem as vezes o fizer, nisso de retirar do nosso convívio esse consagrado e inesquecível literato.

É que não fumava, não bebia, nem ostentava alguma obesidade mórbida, divorciado de um  casamento malfadado de que logo se livrou, cultivava o costume voltando-se a miúde para a leitura sobretudo Machadiana, sendo que o bom humor era marcante, mesmo quando lecionava, mostrando-se cordato com os alunos, feitor de humor invejável, passagem a que nos prenderemos mais adiante quando da citação do Resumo e Análise da obra. Tinha também tal postura presente em suas atividades profissionais aonde atuou entre tantas, seja quando funcionário do Banco do Brasil, o que se confirma por este signatário que foi ali seu colega e o mais, anotando-se que quando da oferta de seu livro ali constou a lembrança de uma “amizade já trintenária”.  

A exemplo de outros intelectuais, caminhando para o centenário, tenha-se assim Fernando Henrique Cardoso que escreveu o tocante livro Memórias, trazendo a seguinte passagem que a final nos acalenta pela partida de nosso saudoso e querido amigo. 

Assim. “Converso intimamente com os mortos. Não se pode pensar nos que se foram como se eles não tivessem influência sobre os que ficaram. … De alguma maneira estão vivos na minha memória.” Em seguida, relembra dos parentes que “seguem vivos em sua lembrança, tanto quanto os amigos que se foram” e que são seus referenciais íntimos, constituindo-se tudo numa comunidade a ponto de designá-la “espiritual”, transcendendo o dia a dia, assegura com convicção. 

Sugere mais que, verbis, “Acho importante ter a capacidade de conviver também com quem não está mais aqui, desde que a pessoa tenha tido um significado especial em nossa vida. Eles não respondem, mas a sensação que sinto é muito boa. Os mortos que a gente preza são pessoas que continuamos prezando. São pontos de referência.”

Confessa que se trata de pessoa gregária, gostando de conviver, tendo amigos há cinquenta, sessenta anos, sendo que cada um deles de certa maneira “marcou, não só minha cabeça, mas meu coraçãodisseram alguma coisa que me tocou há pessoas com as quais se dialoga o tempo todo, mesmo quando elas não estão presentes, estão por trás da gente e nos orientam”.

Nesta altura cabe então trazer os dizeres postos no resumo e análise da obra Mundo Mundo Vasto Mundo, a saber, “Carlos Gomes nasceu em Manaus no dia 15 de julho de 1936. Formou-se em Direito, foi funcionário do Banco do Brasil, professor na Escola Estadual Solon de Lucena e, posteriormente, na Universidade do Amazonas. Atualmente trabalha na Justiça Federal, Seção Judiciária do Amazonas.”

E mais “Embora destacado em todos os ramos de suas atividades, Carlos Gomes firmou-se como professor em quem a humanidade, a excelência das informações e o senso de humor conviveram pacificamente com posições políticas firmes e claras.” 

Segue “na Universidade do Amazonas, ministrou cursos na área de sintaxe com absoluta proficiência. Entretanto o escritor que sempre foi acabava transformando suas aulas em verdadeiras lições de estilo e da arte de escrever.”

Ademais “ligou-se ao Clube da Madrugada e à União Brasileira de Escritores – UBE – que publicaria a primeira edição de Mundo mundo vasto mundo. Embora discreta, sua participação política sempre foi firme. Participando de grupos progressistas, evitou o dogmatismo, mas jamais deixou de cultivar os ideais de justiça e liberdade humana,” (Continua).

Advogado (OAB\AM 436). Ex-func.Bco.Brasil em Man. e Rio de Jan., aqui comis. Fisc.Bcos, nom.p/Bco.Centr.face as ags.volt.p/.trans, moedas estrang., Curs.Dir.,Com.Soc,.Contab,.Orat., Lec.Lec.Hist.Geral . Contactos: Tel.99982-8544. [email protected].

Compartilhe:​

Qual sua opinião? Deixe seu comentário