Vacinas serão auditadas no Amazonas, determina Justiça

A Justiça Federal determinou auditorias nos locais de armazenamento de vacinas contra a Covid-19 na FVS-AM (Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas). A data de validade das doses dos imunizantes já estaria próxima de vencer.

A decisão é da juíza federa Jaíza Fraxe, da 1ª Vara da Justiça Federal do Amazonas. Ela determinou a inspeção de vacinas ainda durante o plantão do feriado de Tiradentes. Os trabalhos deveriam se estender do dia 21 até esta sexta-feira (23).

Não é a primeira vez que a juíza delibera sobre questões envolvendo vacinas. Nos últimos dois meses, foram pelo menos duas ações favoráveis a recursos movidos pelas defensorias estadual e federal na região.

Jaíza Fraxe aponta ainda a necessidade de averiguação de documentos que atestem a quantidade e a data de validade das vacinas armazenadas. Fabricantes alertam que as doses podem perder a eficácia se forem armazenadas de forma inadequada e também se a data para uso expirar.

“É inaceitável desprezar imunizante no atual estágio de calamidade pública”, argumenta a juíza. O diretor-presidente da FVS-AM, Cristiano Fernandes, questiona informações de que as vacinas contra o novo coronavírus são mal-acondicionadas e não são utilizadas no tempo hábil, como preveem os fabricantes.

“Não houve perda de vacina por vencimento de validade.  Nenhuma dose foi perdida”, contesta Fernandes. Ele disse que técnicos da FVS-AM intensificam as estratégias de vacinação para aumentar a cobertura vacinal. “Existe uma força-tarefa no interior para intensificar os trabalhos”, acrescenta Fernandes.

No município de São Gabriel da Cachoeira (a mais de 800 quilômetros de Manaus), agentes aceleraram a aplicação de 360 doses que venceriam em 14 de abril, segundo o diretor-presidente da FVS-AM.

De acordo com Tatyana Amorim, diretora técnica da fundação, reuniões virtuais e presenciais são realizadas diariamente com equipes da Semsa (Secretaria Municipal de Saúde) e com as coordenações municipais de imunização em cidades que apresentam cobertura vacinal inferior a 50%.

Terceira onda?

A FVS informou que que o governo do Amazonas vem apoiando a logística para a entrega de imunizantes às prefeituras dos municípios, responsáveis pela aplicação das doses. O apoio logístico também foi reforçado com a doação de 20 embarcações de pequeno porte e 25 motocicletas, beneficiando 37 cidades ribeirinhas.

Ontem, em reunião com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em Brasília, o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC) solicitou apoio para o enfrentamento de uma eventual terceira onda da Covid-19 no Estado.

A principal preocupação do governador é evitar o desabastecimento de kits de intubação e outros insumos, como o oxigênio. “Trouxemos o nosso plano de contingência para uma possível terceira onda da Covid-19. O Estado do Amazonas tem sido o primeiro que tem agravado em relação ao restante do País. Assim se deu na primeira onda e, também, na segunda”, disse o governador durante o encontro

Wilson Lima  ressaltou  que a antecipação do planejamento é necessária em razão dos desafios logísticos impostos pela condição geográfica do Amazonas. “Vários Estados que ainda enfrentam a segunda onda da pandemia sofrem com a escassez de insumos”, acrescentou ele.

A expectativa do governo é que uma possível terceira onda tenha um impacto menor, em relação à segunda onda, devido ao avanço da vacinação e, também, da proximidade do fim do período sazonal das síndromes respiratórias no Amazonas.

“Nós estamos entrando agora no período de estiagem, que é conhecido como verão amazônico, quando há uma diminuição das síndromes respiratórias agudas graves. De qualquer forma, o plano de contingência prevê medidas para o pior cenário”, disse.

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email