Trabalho temporário abre semestre com alta nas contratações

Os números de julho de 2021 divulgados pela Asserttem (Associação Brasileira do Trabalho) já acenam para um segundo semestre de bons resultados na modalidade de contratações temporárias. Com mais de 185 mil contratos no formato de trabalho, julho superou o mês de junho com 157 mil contratações e com desempenho melhor que o do ano passado, com pouco mais de 146 mil.

Embora não disponibilizem dados da região Norte ou especificamente do Amazonas, a Associação garante que o estado tem acompanhado esse movimento. 

Olegário Borges, CEO do Grupo Hunt, empresa de recrutamento e seleção, lembra que historicamente a modalidade ganha ainda mais força a partir dos meses de agosto e setembro. “Devido às contratações de fim de ano. Já observamos essa tendência. Este ano o mercado está aquecendo aos poucos e superando essa questão da pandemia, mas um retorno gradual e positivo do mercado. Empresas investindo, ampliando e produzindo temporariamente. Assim que percebemos o mercado deu um retorno bastante favorável”.

A diretora regional da Asserttem,  Cilene Campelo, afirma que a robustez nos números em relação a este formato de trabalho é um termômetro para as futuras contratações temporárias para as datas sazonais que demandam mão-de-obra para atender ao mercado. “É a esperança que as coisas comecem a voltar ao normal. Acreditamos que será um segundo semestre de alta nas contratações, até por ser um período de aquecimento natural, em razão das festas do final do ano, apesar da pandemia. Mas o avanço da vacinação é parte importante neste cenário”, analisa.

O trabalho temporário atende a todos os setores da economia: indústria, comércio e serviços. A indústria segue puxando as contratações, mas há um destaque para o setor de serviços, principalmente no que se refere aos serviços pessoais, como hotéis, empresas de aviação, salões de beleza e clínicas médicas.

“A contratação de trabalhadores temporários vem crescendo de forma considerável a cada ano no Brasil e no Mundo. Nossas expectativas são positivas para 2021. Tanto é que, para o final de ano, esperamos resultados superiores ao mesmo período de 2020”, destaca o presidente da Asserttem, Marcos de Abreu.

O modelo é um regime jurídico que oferece flexibilidade no prazo de contrato, o que vem causando interesse das empresas e para os trabalhadores o modo mais fácil de voltar ao mercado de trabalho.

Projeção

A Asserttem espera para os meses de julho, agosto e setembro, um aumento de 20% nas contratações temporárias em comparação com o mesmo período de 2020, o que representa a criação de mais de 630 mil vagas. Fato é que o modelo de contratação segue progredindo. Não à toa, para o terceiro trimestre esse aumento representa 20% nas contratações temporárias em comparação com o mesmo período de 2020. Em igual período do ano passado, foram 530.840 vagas temporárias geradas.

A antecipação da vacinação da população adulta (maiores de 18 anos) em diversos estados brasileiros pode surpreender positivamente em relação à contratação de temporários.

“Se em 2020 a Indústria foi quem puxou as contratações temporárias, neste segundo semestre de 2021 podemos destacar o papel do setor de Serviços. Talvez este seja o ano deste setor, principalmente no que se refere aos Serviços Pessoais, como hotéis, empresas de aviação, salões de beleza, clínicas médicas, que com a retomada das operações devem voltar a contratar”, explica o presidente da associação.

Porém, Abreu frisa que o setor da Indústria ainda segue com a maioria dos trabalhadores temporários. “O setor de Serviços vem apresentando um crescimento maior nas contratações, mas não na totalidade das vagas”, ressalta. “Além disso, diferente do ano passado, o setor do Comércio também pode surpreender assim que as pessoas voltarem a circular nos comércios de rua e shoppings. E será uma surpresa positiva, caso aconteça o que esperamos por meio da retomada da economia”, conclui.

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email