Millennium abre as portas para a literatura

Enquanto livrarias estão fechando as portas, em todo o Brasil, o Millennium Shopping vai na contramão e abre um belo espaço dedicado à literatura amazonense e amazônica, o Espaço Cultural Millennium. No dia 2 de dezembro, sábado, a partir das 19h, o Espaço será aberto oficialmente com o evento ‘Sarau Autobiografia – 21 anos do Clam’, organizado pelo Clube Literário do Amazonas e apoiado pelo projeto Canoa da Cultura, Lumischt Universo Cultural e Metaphora Editorial.

Na realidade o Espaço já existe há dez anos, com uma galeria onde estão expostas as obras de mais de 30 grandes mestres da pintura cabocla como Moacir Andrade, Francimar Barbosa, Anísio Mello, Van Pereira, Jandr Reis, Arnaldo Garcês, entre outros.

“O Espaço aqui sempre esteve a disposição de outros segmentos artísticos, bastando apenas que nos procurassem, tanto que o pessoal do projeto Canoa da Cultura nos trouxe a idéia de destinar uma área para expor livros de autores amazonenses, ou que escrevam sobre a Amazônia, e prontamente a solicitação foi aceita pela direção do Millennium”, falou José Carlos, curador da galeria.

A galeria, no Millennium, é uma extensão da galeria Palácio das Artes, fundada por José Carlos em 1998.

“Aceitamos obras de qualquer artista, mas precisa obedecer a critérios artísticos para poder ser exposto na galeria”, avisou.

Atualmente funciona no Espaço Cultural Millennium uma escola de xadrez e são aceitas turmas para aprender desenho, pintura e charge.

“O apoio à cultura já é uma marca do Millennium Shopping, que sempre incentivou e abriu espaço para os artistas. Com esse Espaço, esperamos contribuir para que a cultura se torne cada vez mais democrática, aberta e acessível à população”, afirmou Elizandra Xavier, coordenadora de marketing do Millennium.

“O Espaço Cultural Millennium cumpre dois propósitos extremamente importantes: divulga os artistas e a cultura local e oferece aos clientes acesso às várias manifestações de arte num ambiente de conforto, segurança e praticidade”, esclareceu.      

Ciranda Literária

A poeta Franciná Lira é a mentora do grupo ‘Formas em poemas’, integrado somente por mulheres. Tão empolgada Franciná ficou com a abertura do Espaço Cultural Millennium para a literatura, que assim que a ideia foi aprovada pelo shopping, ela tratou logo de organizar o sarau Ciranda Literária, um encontro de escritores, poetas e amantes da literatura, no dia 11 passado.

“É super importante termos um lugar para socializarmos nossos trabalhos. Além de estarmos integrados com as artes visuais, o local é acessível e agradável de frequentar. Com essa abertura no Espaço Cultural Millennium os poetas e escritores podem marcar encontros a qualquer hora com seus leitores e entre si, sem ter que esperar um evento específico para se encontrarem. Isso tornou a relação leitor escritor mais informal”, disse.

Além de Franciná Lira, os livros das poetas Tereza Barroso, Socorro Barroso, Laís Fernanda Borges, Sílvia Grijó e Fátima Lira, do ‘Formas em poemas’, mais as coletâneas ‘Aventuras manauaras’, ‘Faces e fases’ e ‘Musicalidade poética’, podem ser encontrados no Espaço Cultural Millennium.

“Continuaremos com a Ciranda Literária mensalmente, aqui no Espaço. Queremos mobilizar as pessoas para a prática da leitura, venda e troca de livros. Durante esses eventos fazemos vídeos dos poetas lendo seus poemas e colocamos no nosso canal, YouTube, para eternizar esses momentos. Assistam lá, ou venham aqui nos conhecer pessoalmente”, pediu.

Inaugurando o ambiente

O Clube Literário do Amazonas completou 20 anos, ano passado, e neste evento de sábado, no Espaço, aproveita para comemorar os 21 anos do Clube realizando uma noite de autógrafos com os integrantes do grupo, que têm livros lançados.

“Inaugurar um ambiente literário dentro de um espaço cultural de um shopping, endossa a maturidade do Clam, nos seus 21 anos de atividades literárias. A programação traz o ‘Sarau Autobiografia’, coordenado pelo poeta Nelson Castro e performances comigo, Edvan Rafael, Gracinete Felinto, Miguel de Souza, Naldo Cinzas, e Tainá Vieira”, adiantou Álvaro Smont, presidente do Clam.

Ainda na programação haverá sorteios de livros e a disponibilização da obra ‘Autobiografia’ à venda, alusiva aos 20 anos de atividades do Clube Literário. Ao fim será servido um coquetel com sucos naturais preparados pela chefe de cerimonial Janete Melo.

“O Millennium Shopping se torna um importante fomentador da cultura quando abre um ambiente que acolhe a arte e presenteia a todos que passam por lá e os oportuniza com uma viagem de conhecimento através da arte visual e da literatura amazonense e amazônica”, completou.

“No próximo ano já incluímos em nosso calendário, eventos no Espaço Cultural Millennium, mas quem quiser conhecer os escritores do Clam, seus livros já estão disponíveis no local e sempre que houver eventos, os poetas estarão lá para autografá-los”, concluiu.

*** 

Evaldo Ferreira

é repórter do Jornal do Commercio
Compartilhe:​

Qual sua opinião? Deixe seu comentário