Sonoraplay é o streaming oficial do Festival Curta Bragança do Pará

Um dos mais esperados eventos de curta-metragem do ano no Estado do Pará, o Festival Curta Bragança terá mostras online na Sonoraplay

A startup Sonoraplay, primeira plataforma focada na monetização da produção audiovisual independente da Amazônia, é o streaming oficial do Festival Curta Bragança, que acontece no município de Bragança situado em uma das 21 regiões imediatas do estado do Pará, até o dia 3 de dezembro (presencialmente) e por mais algumas semanas no ambiente online. Além da exibição dos filmes no local, 4 mostras de cinema estarão em cartaz na plataforma. No streaming, a Mostra Brasis é a primeira a entrar em cartaz.

Em uma conexão entre o espaço físico e o online, o evento tem uma programação completa e variada de exibição de filmes no Instituto Federal do Pará, no município de Bragança, mas também vai apostar na audiência online, explorando o ambiente de streaming criado pela Sonoraplay. “Esperamos sempre somar forças para atrair a audiência em torno das produções do Amazonas. É uma honra estar somando com a equipe do Festival para colocar no ar obras incríveis de artistas, produtores, roteiristas, diretores desta região, que está, cada dia mais, reivindicando um lugar no topo do audiovisual brasileiro”, avalia Raquel Omena, CEO da plataforma.

As mostras ‘Brasis’; ‘Chibé’; ‘Mangues’ e ‘Caetés’ acontecerão na Sonoraplay paralelamente ao evento físico. Nos três dias de Festival, o público amante de cinema do mundo todo poderá acessar a Sonoraplay e se divertir com as obras selecionadas para participar do evento. Ao todo, mais de 40 obras estarão sendo exibidas durante o período.

Segundo San Marcelo, organizador do Festival, a expectativa para este ano é grande. “Viemos tentando construir esse festival que está na terceira edição, após parada por causa da pandemia, com muito custo, mas com ousadia de ser um Festival de Cinema da cidade de Bragança. Mesmo sem recursos, essa rede de parceiros que conseguimos, com Universidades, Institutos e o streaming da Amazônia, conseguimos viabilizar o evento”, disse.

Para Marcelo, a parceria com a Sonoraplay foi um encontro muito feliz, já a expectativa de apresentar as mostras no universo online já era bastante requisitada pelo público. “Até então, era difícil conseguir essa estrutura. Agora, com essa parceria, sinto que mudamos de patamar. A Sonoraplay disponibilizar sua vitrine é incrível. É mais uma oportunidade para consolidarmos nosso Festival. Nos dá mais visibilidade para que, nas próximas edições, tenhamos ainda mais inscritos. É assim que se mantem vivo o cinema. A Sonoraplay terá um papel importante na nossa evolução como Festival”, comemora. O fato da plataforma ser também da região Norte é um ponto a mais. “Ter parceria com um streaming amazônico é maravilhoso. Estamos em casa. É incrível reunir forças na nossa região. A gente compreende a aventura de fazer cinema e festival de cinema no Norte. Portanto, sou muito grato de poder construir junto com os nossos”, comentou.

San Marcelo é um dos organizadores do evento e também cienasta premiado no Pará

Para o organizador, que também é cineasta, esta já pode ser considerada a maior edição do Festival, já que obtiveram o maior número de inscrições de filmes. “Os filmes estão incríveis. Foi muito difícil realizar a curadoria deste material, tamanha qualidade as produções apresentam. Portanto, acho que todos que assistirem às mostras que estão subindo na Sonoraplay terão uma grata surpresa. Nossa expectativa é de grande público”, garante.

O Festival Curta Bragança é organizado pela Sapucaia Filmes e, neste ano, além da Sonoraplay, conta com o apoio da Universidade do Estado do Pará (UEPA) – Campus Bragança, Instituto Federal do Pará – Campus Bragança, Instituto Nova Amazônia, Projeto Mangues da Amazônia, entre outros.

O público que acessar a Sonoraplay vai poder assistir, não apenas as 4 mostras online do Festival, como também terão a sua disposição um ambiente com diversos shows e videoclipes de artistas amazônicos, animações, documentários e filmes longos e curtos, muitos deles feitos por produtores e artistas da região. “Queremos levar o cinema amazônico para todos. Nosso principal objetivo é difundir as obras e os nomes dos nossos artistas e produtores e mostrar que a arte da nossa região é rica e tem muita qualidade”, disse a CEO da Sonoraplay.

Serão mais de 40 curta-metragens no ar na Sonoraplay com as 4 mostras

Sobre a Sonoraplay

A Sonoraplay já possui mais de 200 obras independentes em cartaz e busca criar uma rede forte de compartilhamento de produções e de audiências, trazendo, principalmente, visibilidade para as produções amazônicas. “Estamos buscando compartilhar audiências com todo o Brasil, mas sempre focando em dar vazão às nossas produções amazônicas, por meio desse intercâmbio”, explicou Raquel.

SERVIÇO:

O que: “Festival Curta Bragança – 3ª edição”

Quando: Até 3 de dezembro (evento físico)

Onde: Sonoraplay (www.sonoraplay.net)

Quanto: Gratuito

Horário: A partir das 20h

Lílian Araújo

É Jornalista, Artista, Gestora de TI, colunista do JC e editora do Jornal do Commercio
Compartilhe:​

Qual sua opinião? Deixe seu comentário