Inflação oficial deve encerrar ano com alta de 5,85%

Sob pressão do reajuste da gasolina e do aumento nas passagens aéreas, a inflação acelerou em dezembro mais do que o previsto pelo mercado e fechou o ano acima do nível de 2012.
O IPCA-15, prévia do indicador oficial de preços, de dezembro ficou em 0,75%, ante os 0,57% de novembro. Analistas esperavam um avanço de 0,64% no mês.
Com o resultado do mês, o índice fechou o ano em 5,85% e superou o registrado em 2012 (5,75%). Também surpreendeu ao mercado, que previa 5,74% para o acumulado de 2013. Ainda assim, o número está dentro da meta estipulada pelo governo, cujo teto é de 6,5%.
O dado frustra a meta informal do governo de entregar uma inflação mais baixa do que no ano passado. Durante todo o ano, autoridades tentaram reforçar o compromisso com o controle inflacionário e com a possibilidade de alcançar um nível inferior ao de 2012.
O aumento de 20,15% nas passagens aéreas foi o vilão na prévia de dezembro. O item gerou um impacto de 0,11 no índice total, a maior contribuição entre os pesquisados. Ficou à frente até da gasolina, cujo reajuste no final de novembro influenciou a apuração deste mês.
O combustível ficou 2,15% mais caro e, somado às passagens áreas, representou 25% do índice. Com pressão também no etanol (2,42%), o grupo transportes subiu 1,17%, o segundo mais relevante entre as categorias.
Itens como empregado doméstico (0,86%), excursão (9,39%), manicure (1,28%) ficaram mais caros e colocaram o grupo das despesas pessoais como o de maior pressão no mês, com avanço de 1,18%.
O índice de dezembro só não subiu mais graças à desaceleração nos preços dos alimentos, tendência que se manteve de novembro após seguidos meses de elevação. A variação no grupo foi de 0,59%, abaixo dos 0,84% registrado no mês anterior.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email