Fake news atormentam Wilson

A interlocutores próximos, o governador Wilson Lima (PSC) tem reclamado muito da onde de notícias falsas que tomou conta da internet nos últimos dias. Ele chegou a fazer uma live nas redes sociais explicando que o valor do aluguel do hospital Nilton Lins para funcionar como unidade de apoio no combate ao novo coronavírus – R$ 2,6 milhões – referia-se aos três meses de contrato e não a um apenas. Ontem foi a nova secretária de Saúde, Simone Papaiz, que foi às redes explicar que não havia intervenção federal no setor. Há outras “fake news” circulando, tentando desestabilizar o Governo. Uma delas dá conta de que seria do governador paulista João Dória (PSDB) a indicação da própria Papaiz. Outra indica que o sistema de saúde já teria entrado em colapso. O governante atribui a onda a uma preparação para a eleição municipal, desprezando completamente o momento delicado que o Estado vive para beneficiar candidatos. “Não acreditem”, apelou ele, pedindo sempre consultas às fontes oficiais.

Luto na saúde

Mais nove mortes por Covid-19, todas de pacientes de Manaus, foram confirmadas ontem, totalizando 71 óbitos no Amazonas.  Entre os casos, estão três profissionais de saúde: um enfermeiro de 47 anos com histórico de diabetes e hipertensão, que morreu no domingo (12), um médico de 75 anos, que também tinha diabetes e hipertensão e faleceu no mesmo dia e outro médico de 72 anos, sem registros de comorbidades, que veio a óbito ontem.

Berlinda

O Tribunal de Contas do Estado fará sessão virtual hoje. Na pauta, as contas do Ministério Público do Estado, de responsabilidade de Leda Mara do Nascimento, Carlos Fábio Braga Monteiro e Pedro Bezerra Filho; da Polícia Militar do Amazonas, dos ordenadores de despesa Domingos Sávio de Souza e Julio Sergio do Nascimento; das Prefeituras de Guajará e Pauini, respectivamente, na gestão de Ordean Gonzaga da Silva e Eliana de Oliveira Amorim, além das contas da Secretaria Estadual da Fazenda.

Boa notícia

A partir da próxima sexta-feira (17), a Agência de Fomento do Estado do Amazonas iniciará o processo de liberação dos contratos do Crédito Emergencial de Pessoas Físicas, que foram aprovadas nas análises de cadastro e documentação na capital e interior. Os novos clientes da Afeam receberão o contrato por e-mail, deverão assiná-lo e enviar o documento em formato PDF para o contato da Afeam. A liberação dos recursos será feita conforme o envio do contrato assinado.

Digital

A iniciativa de modernização dos serviços ofertados à sociedade pela Superintendência da Zona Franca de Manaus deve avançar significativamente no primeiro semestre de 2020. Em videoconferência realizada no início do mês de abril, representantes da Autarquia, do Ministério da Economia e da Secretaria-Geral da Presidência da República alinharam ações voltadas ao Plano Digital da Suframa, o que deve gerar novas oportunidades aos usuários dos serviços da Autarquia a partir do uso de tecnologias digitais. 

Álcool em gel

Foi deliberado e tramita em regime de urgência na Câmara Municipal de Manaus o Projeto de Lei 84/2020, de autoria da vereadora Mirtes Salles (Republicanos), que obriga os supermercados, hipermercados e similares a disponibilizar álcool líquido e em gel 70%, para assepsia e proteção à saúde dos clientes, devendo também ter um funcionário para fazer a higienização dos carrinhos e cestas de compras.

Antecipação

Buscando ampliar a oferta de profissionais de saúde disponíveis para atuar no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a Universidade do Estado do Amazonas publicou uma resolução que permite a antecipação da formatura de 79 médicos, 28 enfermeiros e 21 farmacêuticos. A outorga de grau dos três cursos, que aconteceria somente em agosto, pode ser feita imediatamente, em caráter especial, desde que o formando esteja de acordo em aderir ao procedimento.

"Fica em casa"

Pela segunda semana consecutiva, servidores do sistema de Segurança Pública estadual, coordenados pelo secretário de Segurança Pública, coronel Louismar Bonates, deflagraram a operação “Fica em Casa”, ontem, em todas as zonas de Manaus. A ação se dá em decorrência do funcionamento irregular de pontos comerciais. Pelo Decreto Estadual nº 42.101, o funcionamento de estabelecimentos comerciais de alguns segmentos está suspenso, como medida do Governo do Amazonas para prevenção à Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Livres

Ao todo, um grupo de 24 pessoas atendidas na rede da Secretaria de Estado de Saúde conseguiu vencer o novo coronavírus e receber alta médica. O levantamento contabilizou, até domingo (12), as altas de casos confirmados de Covid-19. Um vídeo feito no Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, nesta semana, mostrou a alegria dos profissionais de saúde com a primeira alta hospitalar da unidade.

Frases

“Não existe intervenção federal na Saúde do Amazonas.” Simone Papaiz, secretária de Saúde do Estado

“Se as pessoas se guardassem mais, o vídeo não estaria como está.” Eraudo Nogueira, ambulante que recebeu alta depois de tratamento contra a Covid-19 no hospital Delphina Aziz

Fonte: Redação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email