9 de maio de 2021

Adidas busca novas opções

Prever o que estará em evidência nas passarelas é uma das principais atribuições de uma empresa de vestuário. Na Adidas, gigante de artigos esportivos, essa tarefa sempre precisou ser integrada ao desenvolvimento de produtos que melhoram o desempenho esportivo. A empresa alemã, junto com sua rival Puma, foi pioneira em unir estilo e esportividade em suas coleções.

Essa visão ganhou uma complexidade adicional com a ascensão dos princípios socioambientais como parte integrante da gestão empresarial, modelo impulsionado pela demanda dos consumidores por produtos mais amigáveis ao meio ambiente. Além de unir desempenho nas pistas, quadras e campos ao fashion, companhias como a Adidas passaram a olhar para novas fontes de matéria-prima além dos derivados de petróleo. Até os cogumelos entraram na jogada.

Na semana passada, a Adidas lançou o Stan Smith Mylo, um calçado feito com um material semelhante ao couro, obtido do micélio, uma espécie de raiz dos cogumelos. A nova matéria-prima foi desenvolvida por meio de uma parceria com a Bolt Threads, empresa de biotecnologia.

“O Mylo é uma ilustração das inovações que vão nos colocar no caminho para o futuro”, afirmou à EXAME David Quass, diretor de sustentabilidade de marca da empresa. “Há muitas frentes para inovar, inclusive em modelos de negócios”.

Segundo Jamie Bainbridge, vice-presidente de produtos da Bolt Threads, o Mylo apresenta vantagens em relação aos materiais oriundos do petróleo, além do fato de ser renovável. “Podemos crescer e produzir a matéria-prima em duas semanas”, afirma. O couro de cogumelo também apresenta as mesmas propriedades de maciez e flexibilidade do couro de boi e consegue absorver qualquer cor, acabamento ou relevo.

Stan Smith e sustentabilidade

O modelo que recebeu a inovação é um dos maiores clássicos da Adidas. O tênis branco com três listras furadinhas na lateral surgiu há 50 anos, batizado em homenagem ao tenista Stan Smith, completou 74 anos em dezembro passado. Em seu aniversário, a Adidas já havia lançado uma versão do calçado feita com plástico reciclado.

Smith, em sua conta no Instagram, comemorou o lançamento em vídeo, dizendo que o novo Stan Smith é “a união de estilo e sustentabilidade”. Para Quass, essa deverá ser a tônica da indústria de artigos esportivos daqui para a frente. “Trabalhamos em novos modelos de negócios baseados em economia circular, com assinaturas, reparação e reciclagem”, afirma o executivo. “A inovação terá de acontecer em muitas frentes.” As informações são da Exame.

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email