16 de janeiro de 2022
Prof. Dr. Jonas Gomes da Silva – Professor Associado do Dep. de Engenharia de Produção com Pós Doutorado iniciado no ano de 2020 em Inovação pela Escola de Negócios da Universidade de Manchester. E-mail: [email protected]
Prof. Dr. Jonas Gomes da Silva – Professor Associado do Dep. de Engenharia de Produção com Pós Doutorado iniciado no ano de 2020 em Inovação pela Escola de Negócios da Universidade de Manchester. E-mail: [email protected]

Jonas Gomes

Toyota: Cidade Inteligente e Descarbonização – Parte 4

O artigo aborda sobre a Estratégia Básica do Hidrogênio adotada pelo governo Japonês e o que a Toyota está fazendo para usá-lo, a fim de ajudar o país a se tornar uma sociedade descarbonizada até 2050. Em 2022, a tabela periódica completá 153 anos desde a sua criação em 1869 pelo químico Mendeleiev. Atualmente, a tabela conta com 118 elementos químicos e o hidrogênio (H) está no topo da tabela, número 1, sendo um dos elementos mais abundantes no universo.  O hidrogênio é usado para diversos fins, sendo considerado um vetor energético viável. No Brasil, faz um bom tempo que

Toyota: Cidade Inteligente e Descarbonização – Parte 3

O artigo apresenta uma cidade do futuro, a Cidade Inteligente que está sendo construída pela Toyota na base do Monte Fuji. Há quase dois anos, no dia 6 de Janeiro de 2020, durante a Consumer Technology Association (CES) 2020, um dos maiores eventos tecnológicos do planeta, em Las Vegas, o Presidente da Toyota, Sr. Akio Toyoda, anunciou <https://bit.ly/3JyKpCw> um projeto de construção de uma Cidade Inteligente, um empreendimento futurístico e ambicioso chamado Woven City. O nome “Cidade do Tecido” foi escolhido em homenagem as origens da empresa, quando o avô do apresentador, Sr. Kiichiro Toyoda, alavancou a empresa com base

Toyota: Cidade Inteligente e Descarbonização – Parte 2

O artigo resume algumas decisões da COP26, conceitua descarbonização, apresenta um roteiro de como fazê-lo, bem como o sumário executivo do plano de longo prazo da Toyota. Desde 2015 as mudanças climáticas e a integridade da biosfera de nosso planeta estão entre as maiores preocupações dos cientistas e da ONU <https://bit.ly/3qtSFuX>, a ponto de serem tópicos prioritários no Acordo de Paris e na COP26. Na COP26, representantes de quase 200 países tiveram acesso ao estado da arte da ciência em relação as mudanças climáticas, e após intensas negociações, tomaram uma série de decisões importantes <https://bit.ly/32oVKnS>, a saber: 1) Mitigação: no

Toyota: Cidade Inteligente e Descarbonização – Parte 1

O artigo aborda sobre inteligência e aponta como a Toyota a utiliza para produzir soluções inovadoras para nosso planeta. No painel “Cidades Inteligentes: Programas e Políticas de Apoio”, realizado na III Feira do Polo Digital de Manaus, defendi a tese de que é necessário realizar uma reflexão interdisciplinar sobre a “Inteligência” e sobre como tornar nosso povo mais inteligente. Sem essa abordagem, qualquer planejamento sobre Cidade Inteligente dificilmente trará benefícios para melhorar a qualidade de vida da maioria da população, se limitando a continuar concentrando riqueza e benefícios nas mãos de poucos. As palavras “Ser Inteligente” vêm do Latim, a

Cidades Inteligentes: Programas e Políticas de Apoio

O artigo lhe convida a participar de uma pesquisa <bit.ly/3ECTDuE>, bem como resume a apresentação sobre o tema , feita aos formuladores de políticas públicas e participantes, durante a III Feira do Polo Digital de Manaus. Agradeço o Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico de Manaus (CODESE) e parceiros pela realização da III Feira do Polo Digital de Manaus, bem como pelo convite para participar do Painel “Cidades Inteligentes: Programas e Políticas de Apoio”, o qual contou com a ilustre participação do Sr. Paulo Alvimn (MCTI), do Sr. Vitor Picanço (SUFRAMA), do Sr. Jório Veiga (SEDECTI), do Sr. Radyr

Desafios e governos mais inteligentes do planeta

O artigo aborda sobre desafios globais, as oportunidades e os governos mais inteligentes do planeta, bem como convida o(a) leitor(a) a participar da III Feira do Polo Digital de Manaus <https://bit.ly/3EwXQ30>, que acontecerá nos dias 9, 10 e 11 de dezembro de 2021. Há desafios que a humanidade precisa enfrentar nas próximas décadas para que seja possível viver em um planeta amigável. O primeiro é aprender a pensar a longo prazo para descarbonizar nossa economia rumo ao Net Zero 2050 <https://bit.ly/3y8HbR2; https://www.ipcc.ch/sr15/>, já que nos últimos 171 anos lançamos 2500 bilhões de toneladas de CO2 na atmosfera, e o Brasil

115,9 Quatrilhões de vítimas na Floresta Amazônica

O Artigo 23 de CF diz que é competência comum da União, dos Estados, do DF e dos municípios proteger o meio ambiente, combater a poluição, preservar florestas, a fauna e a flora. Após 33 anos desde que a última carta magna foi promulgada, o Brasil passou vexame mundial na COP26, então precisamos refletir sobre qual o impacto do Brasil nas mudanças climáticas? Quais governos mais cortaram verbas da pasta do MMA (Ministério do Meio Ambiente)? o quanto perdemos da Floresta Amazônica? E quantos seres vivos foram deslocados ou mortos pela ganância do brasileiro durante o desmatamento ou queimadas em

Em 600 dias, como NZ salvou vidas contra a Covid19?

No dia 29/10/21, o mundo ultrapassou os 5 milhões de casos fatais oficialmente registrados de Covid-19, enquanto que a Nova Zelândia (NZ) registrou apenas 28, então como eles conseguiram salvar tantos cidadãos durante a pandemia? Dando continuidade ao pacote de pesquisas iniciadas na Universidade de Manchester, sobre políticas públicas e inovações que salvaram vidas contra Covid19, no início de nov/21 foi publicado o 6o artigo cientíco <https://ijier.net/ijier/article/view/3477>, o qual analisou o desempenho e as boas práticas gerenciais adotadas pela NZ durante 20 meses de enfrentamento contra o vírus.  O artigo conta com três objetivos específicos, apresenta o perfil do país,

Motivos para dupla Mito e Mourão fugirem da COP26

Por que o Capitão Bolsonaro e General Mourão fugiram da COP26,  o maior evento global sobre mudanças climáticas? Desde 1995, a ONU realiza a Conferência sobre Mudanças Climáticas, e até 12/11/21 a 26a edição (COP26) em Glasgow é especial pois: 1o) temos pouco tempo para reverter o ponto do não retorno da Terra <https://bit.ly/3EzZLmT; https://bit.ly/3mxoXUW>; 2o) completa 5 anos desde que entrou em vigor o Acordo de Paris, oficialmente ratificado em 04/11/16. Este Acordo, desde 2020, substituiu o de Kyoto, e até jun/17, 195 países o assinaram, dos quais 147 o ratificaram, incluindo o Brasil.A revisão 1 do Acordo de

Inovações do Governo de Taiwan contra a Covid-19

O 300o artigo agradece ao Sr. Bomfim (in memoriam) e aponta inovações do Governo Nacional de Taiwan contra a Covid-19. As primeiras palavras são de reconhecimento ao Sr. Ronaldo Franco de Sá Bomfim, homem culto que conheci nas reuniões do pacto pela educação, realizadas no CIEAM. Graças ao seu incentivo, no final de 2010, fui apresentado ao Superintendente do JC-AM, Sr. Adalberto dos Santos, que abriu as portas para poder escrever 300 artigos relacionados com a inovação, governança, política, sustentabilidade e educação. Então, agradeço à família Bomfim, aos colaboradores e leitores do JC-AM. Entre 06/01 e 17/02/21, sete artigos <https://bit.ly/3n6gQ0V>

As inovações que salvaram vidas contra a Covid-19

O artigo aponta países modelos e relata algumas inovações adotadas por eles para salvar a população contra a Covid-19. Desde início de 2020, sem nenhum apoio de empresas do PIM, Suframa, FAPEAM ou governos, tenho investido recursos próprios, para no menor tempo possível, desenvolver metodologias visando: a) comparar o desempenho do Brasil contra 15 países durante a pandemia, a fim de propor cenários e ações para salvar a população contra a covid-19; b) identificar os melhores países em salvar a população durante a pandemia; c) catalogar as boas práticas de gestão adotados pelos países modelos, incluindo políticas públicas, medidas não

+ de 601K: negacionismo tem matado a ciência & vida

O negacionismo não tem tirado apenas vidas, mas vem matando aos poucos a Ciência, Tecnologia e Inovação (CTI). Ao celebrar os 1000 dias de entregas para o povo, em evento na Suframa (Manaus), no dia 27/09, o ilustríssimo Ministro Marcos Pontes, afirmou que “Essa é uma das regiões mais especiais do Planeta. Tem que se aproveitar as possibilidades de desenvolvimento econômico, social e sustentável. E tudo isso vai ser desenvolvido através da CTI”.  No entanto, o Ministro Austronauta finge que vive no mundo da lua, uma vez que seu governo tem adotado cortes bilionários no orçamento da pasta de C&T&I&C: