É cientista político e professor de política internacional do Diplô Manaus (curso preparatório para o CACD). E-mail: [email protected]
É cientista político e professor de política internacional do Diplô Manaus (curso preparatório para o CACD). E-mail: [email protected]

Breno Rodrigo

Uma estratégia à francesa

O saber convencional da análise política, por muitas décadas, negligenciou intencionalmente ou não o papel dos militares na definição dos rumos da política nacional. Os

Orbi et Urbi

O julgamento do discurso de Bolsonaro na Abertura da Assembleia Geral da ONU já estava sacramentado antes mesmo de o presidente abrir a boca para

Cálculo de risco

Semana passada, comemoramos nas ruas de todo o país o Dia da Independência do Brasil. O sete de setembro deste ano não foi uma manifestação

EUA e o declínio relativo

Em artigo publicado pela revista The Economist e republicado no jornal Estado de S. Paulo na última segunda-feira, dia 30 de agosto, o cientista político

A tragédia do isolacionismo

A política é, sob todos os aspectos, uma imitação da vida. Afinal, os dilemas humanos estão em maior ou menor sentido refletidos nos fenômenos políticos.

O Brasil dobrou à direita

As análises políticas são profícuas no Brasil. Já temos algo como quatro ou cinco gerações bem formadas em instituições acadêmicas nacionais e estrangeiras. A formação

Fé parlamentarista

Os reformistas de plantão são unânimes e categóricos: o atual sistema político entrou em colapso e a sua reforma tornou-se matéria urgente para garantir o

A era dos outsiders

O catecismo das democracias é claro: liberdades individuais, direitos políticos, partidos políticos, separação dos poderes, entre outros, são as condições ideais e necessárias para a

Óbvio lulante

Nelson Rodrigues era um oceano de sabedoria. Poucos dramaturgos entenderam tão bem a alma do brasileiro. Herdeiro da psicologia e das ironias de Machado de

Os clássicos da política

O estudo da política tem como objeto o entendimento da relação entre governantes e governados, entre aqueles que mandam e os que obedecem. Esta reflexão

O jogo das sombras

Nos últimos anos, a participação política no Brasil se tornou vulcânica. Para sermos mais precisos, de 2013 até agora, o acirramento entre esquerda e direita