27 de junho de 2022

Viralizou no Tik Tok: repositor faz ‘esculturas’ com comida

Nos últimos dias, vídeos de prateleiras de supermercado com sacos de arroz, feijão e macarrão bem organizados, alinhados e até com formato de casas viralizaram na página dele no TikTok. O criador do visual, o repositor Leandro Vieira, 39, projeta as ideias na cabeça, sem recorrer a lápis e papel ou outras ferramentas.

Ele trabalha em um supermercado no distrito de Galante, em Campina Grande (PB), cumpre um expediente de oito horas diárias, de segunda a sexta, e conseguiu encontrar um jeito de deixar seu trabalho diferenciado. A vontade de postar o resultado na internet veio depois de assistir a conteúdos diversos na rede social de vídeos curtos e acreditar que ali tinha espaço para sua atividade.

Ele afirma que não planeja os arranjos com antecedência. Cada montagem leva de 30 a 40 minutos para ficar pronta. “Foi algo que surgiu na mente, no dia a dia. Hoje mesmo eu fiz uma casinha de arroz e outra de fubá”, afirmou Vieira em conversa ao UOL na segunda-feira (25).

O repositor vive na cidade de Fagundes, a pouco mais de 25 quilômetros de seu trabalho, onde começou há um ano. Os vídeos curtos de montagens de produtos, geralmente acompanhados por uma trilha sonora de piseiro, começaram a ser publicados em novembro de 2021, mas foi apenas nas últimas semanas que bombaram no TikTok.

Suas publicações na rede social acumulam 2 milhões de visualizações. Fora do mundo virtual, ele vê manifestações de reconhecimento por seu trabalho. “O povo me dá parabéns, diz que estou famoso e rodando nas redes sociais.”.

Estratégia em época de preços altos

Em tempos em que a alimentação básica está cada vez mais cara, Vieira declara que o seu trabalho chama atenção dos clientes para a compra. “Hoje está tudo mais caro, cada dia mais o preço sobe, né? Às vezes eles vêm só olhar o preço do arroz e feijão, veem o negócio bonito e bem feito e levam pelo menos 1 kg para não sair de mãos vazias.”.

Dentro de casa, Leandro Vieira divide as tarefas com a sua esposa Verônica, que dedica boa parte do seu dia para cuidar de um filho especial, Carlos Alexandre, que nasceu com anemia falciforme. Quem guarda as compras, claro, é ele. “Eu deixo tudo bem organizado.”.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email