Pesquisar
Close this search box.

Previsão é para 780 mil vagas temporárias no 1º trimestre de 2024, com a Páscoa

Um levantamento da Asserttem (Associação Brasileira do Trabalho Temporário), prevê a geração de 780 mil vagas temporárias no 1º trimestre de 2024, impulsionados pela Páscoa.

A data trará reflexo nos setores da indústria 45%, serviços 40% e no comércio 15% que concentra a demanda por mão de obra no período. 

Em Manaus, o setor produtivo se destaca em virtude da Zona Franca. Conforme a diretora regional Norte da Asserttem, Cilene Herbster, a região Norte segue com o maior número de contratações no setor da indústria. “A indústria sempre contrata mais, até em razão da complexidade da produção. O setor precisa de mais gente. O comércio é mais reforço da equipe”, disse. 

De acordo com a diretora, a projeção é um crescimento de 6% em relação ao mesmo período do ano passado. Isso porque em 2023 houve a questão da reforma tributária e isso fez com que as contratações fossem adiadas. “Então nós acreditamos que agora, em 2024, essas vagas serão abertas”. 

A Páscoa é uma das datas festivas onde contratam-se muitos temporários. Aliás, é um pontapé para a sazonalidade em relação às oportunidades no formato de trabalho. “A indústria já começa a contratar para atender a demanda, e com prazo suficiente para que o comércio possa escoar esta produção. Fora este fato, tivemos o Carnaval, onde o setor de serviços também contratou bastante temporários (hóteis, restaurantes, bares, companhias áereas. Em Manaus, o forte continua sendo as indústrias”, ressaltou. 

É importante ressaltar também que no Brasil existem três regimes jurídicos de contratação, que são o CLT, o estagiário e o trabalho temporário. A contratação temporária é regida por lei própria, a Lei 6.019 e essa contratação só pode ser feita através da intermediação de uma empresa ou de uma agência de empregos, como se é conhecido, e ela precisa ser certificada pelo governo. E a contratação é feita em duas situações: ou para substituição de pessoal próprio, no caso de umas férias, por exemplo, uma licença maternidade, ou por demanda complementar de serviço, que, por exemplo, a Páscoa.

Então as vantagens de se contratar um trabalhador temporário é agilidade, porque a agência de emprego já possui um grande cadastro de pessoas aptas a iniciar. A flexibilidade, porque o contrato se mantém enquanto perdurar a justificativa da contratação. Com isso, a mobilização e desmobilização é muito rápida. E também pela segurança jurídica, porque nós temos uma lei por trás disso.

A diretora regional Norte da entidade, explicou sobre a importância de colocar essa situação, porque algumas pessoas ainda fazem confusão entre um trabalhador temporário e aquelas pessoas que são contratadas por diária. “O trabalhador temporário tem todos os direitos, tem a sua carteira de trabalho assinada, conta para a Previdência, o FGTS, salário igual à pessoa que trabalha na mesma empresa, enfim, todos os direitos que um trabalhador CLT possui. Então, para a empresa é uma forma que ela consegue acompanhar a oscilação de mercado, enquanto para o trabalhador temporário é uma oportunidade para se recolocar no mercado. Ou seja, é uma é uma janela de oportunidades que a gente diz”. 

Ela citou que este ano, celebra-se os 50 anos da lei de contratação temporária, e também porque os índices de efetivação dos temporários em efetivos, que passaram a fazer parte do quadro efetivo da contratante, passou de 20% para 22%, o que é uma vitória.

Oportunidade no comércio

A Americanas está recrutando vagas temporárias para esta Páscoa. Do total, 35 vagas são para atuação em lojas do Amazonas distribuídas pelas cidades de Manaus, Humaitá, Itacoatiara, Lábrea, Manacapuru, Parintins e Tabatinga.

A companhia está em busca de pessoas com idade a partir de 18 anos, ensino médio completo e perfil dinâmico, ágil e resiliente para atuar como operador de loja. Entre as atividades estão o atendimento ao cliente, operação de caixa, organização de itens nas gôndolas, parreiras de ovos de Páscoa e suporte à operação de retirada, na loja, de pedidos feitos pelo site e app da Americanas. As oportunidades não exigem experiência prévia e os interessados devem ter disponibilidade para trabalhar entre fevereiro e abril. 
 

As inscrições vão até 15 de março. Após a contratação, todos os temporários passarão por treinamentos, integração e ambientação nas unidades de trabalho lideradas por um time experiente que conduz diariamente essa grande operação do varejo. 
 

“A Páscoa na Americanas já faz parte do calendário e da memória de milhões de brasileiros. Com o reforço na operação, garantimos que nossos clientes tenham uma jornada de compra eficiente, simples e de qualidade, ao mesmo tempo em que oferecemos a milhares de brasileiros uma experiência enriquecedora em uma grande operação de varejo. Essa oportunidade é, historicamente, o primeiro emprego e porta de entrada para muitos profissionais no mercado de trabalho”, afirma Leonardo Ferreira, vice-presidente de Gente e Gestão da Americanas.
 

Seleção e benefícios – O processo seletivo acontece de forma online e presencial. Além de salário compatível com o mercado, os contratados receberão benefícios como vale-transporte, vale-refeição e seguro de vida.  

Andréia Leite

é repórter do Jornal do Commercio
Compartilhe:​

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Notícias Recentes

Pesquisar