Prêmio Verde Innovare incentiva a reutilização de resíduos

Os acadêmicos interessados em participar da primeira edição do Prêmio Verde Innovare, que teve suas inscrições abertas no dia 24 de julho, terão até o dia 30 de agosto para efetivarem o cadastramento de suas equipes. O evento, que está sendo realizado pela Universidade Nilton Lins em parceria com Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) e o Governo do Estado, visa premiar os estudantes de todas as faculdades e universidades do estado, que desenvolverem produtos a partir de qualquer tipo de resíduo.
A primeira edição do evento é um estímulo para a comunidade acadêmica exercitar a criatividade sustentável, o trabalho em equipe e empreendedorismo. É o que conta um dos coordenadores do evento, professor Elias Neto, que ainda ressalta que o prêmio surgiu a partir da busca por uma alternativa para resíduos que são encontrados em diversas áreas da capital amazonense.
“Existem tantos resíduos espalhados por Manaus e o que se pensa a princípio, é que eles são um problema para todos. Se qualquer pessoa buscar mais informações sobre o assunto, irá descobrir que existem outras pessoas bastante criativas que produzem pufes, luminárias, sofás, centros de mesa, etc. E assim surgiu a ideia do prêmio. Por que não ter um concurso para isso? É a chance de muitos canalizarem a sua criatividade para o ponto certo”, explicou Elias.

Equipes e critérios avaliativos
Ainda segundo o coordenador, cada equipe que deverá ser composta por no mínimo duas pessoas e no máximo cinco, poderá desenvolver diversos tipo de produto, sendo que o único critério chave, é ter como base uma matéria prima proveniente de qualquer tipo de resíduo para a criação. “Alguma parte do produto que vier a ser apresentado deverá conter algum material que não serviria mais para aquela finalidade, mas que está sendo útil de uma maneira totalmente diferente”, explicou.
Entre outros critérios que também serão avaliados estão o design e o potencial de mercado. “Avaliaremos se o produto além de bonito é funcional. Não adianta ser uma coisa bonita a partir de resíduos se não tem utilidade. O segundo critério avaliado, é se ele tem potencial de mercado. Por exemplo, alguém conseguiu desenvolver uma cadeira a partir de resíduos. Será que se eu produzir mais conseguirei vender? De repente sim, e aí, se encontra a potencialidade empreendedora. O terceiro critério é a quantidade de resíduos utilizados”, finalizou Elias.

Inscrições
As inscrições poderão ser realizadas através do site www.verdeinnovare.com até o dia 30 de agosto. O valor para a efetivação da inscrição é o pagamento de R$20,00 por equipe, que deverá ser realizado através de depósito ou transferência bancária. A efetivação da inscrição será dada por e-mail, após o envio dos comprovantes de matrícula de cada integrante da equipe, assim como o comprovante de depósito ou transferência para o e-mail [email protected]

Entrega do produto
Os produtos desenvolvidos deverão ser entregues nos dias 14 e 15 de setembro na Coordenação de Engenharia Ambiental da Universidade Nilton Lins (Unidade Parque das Laranjeiras), localizada no Complexo de Arquitetura e Engenharia.

Premiação
As equipes que apresentarem o melhor produto aos quatro profissionais que irão compor a banca avaliadora, serão premiadas em três colocações, sendo que a primeira irá levar o valor de R$800,00; a segunda o valor de R$400,00; e a terceira o valor de R$200,00.
Mais informações poderão ser consultadas no edital completo, que pode ser acessado no site do evento. A premiação será realizada no dia 25 de setembro, no Hall do bloco Unicenter, na Universidade Nilton Lins, onde cada equipe irá expor o produto desenvolvido para o público presente.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email