10 de agosto de 2022
Prancheta 2@3x (1)

PMEs do Amazonas buscam mais crédito, aponta Serasa Experian

A demanda por crédito na região Norte apresentou alta de 15,8% em setembro em relação ao ano passado. De acordo com o Indicador de Demanda das Empresas por Crédito da Serasa Experian, em todo país, a busca pelo recurso financeiro teve alta de 16,1% no comparativo de setembro deste ano e o mesmo mês de 2020 (-3,3%). 

O estudo também revela que a demanda maior é entre as pequenas e médias empresas,registrando alta de 16,4% quando comparadas aos médios e grandes negócios.  Todos os segmentos analisados apresentaram expansão, com destaque para o de serviços, que teve um aumento de 22,4%. 

Luiz Rabi, economista da Serasa Experian,  atribui que a retomada dos negócios após um grande período de isolamento social fez com que empresários buscassem mais crédito para manterem suas empresas funcionando. “Os donos de negócios estão se arriscando mais após um longo período em que tiveram que diminuir ou pausar suas atividades devido a pandemia. Por isso, as micros e pequenas empresas registram maior procura, já que foram as mais impactadas devido ao menor fluxo de caixa. A segunda onda da oferta de crédito feita pelo Pronampe especificamente para estes portes de empresas também deve ser levada em consideração quando observamos as altas expressivas destes últimos meses”.

Pelo que tem acompanhado, o analista técnico do Sebrae -AM, Evanildo Pantoja, diz que um dos fatores para o índice, é que os empreendedores estão acreditando no início da retomada do crescimento da economia conforme mostra a pesquisa realizada pelo Sebrae sobre o impacto da pandemia, e em virtude do final de ano, estão buscando se preparar para estarem abastecidos de produtos para ofertar aos seus mercados, seja a indústria que é demandada pelo comércio. “Esse movimento pelo setor produtivo inicia antes e o comércio em si, também, para ofertar neste período que normalmente há um aquecimento nas vendas, um bom mix de produtos e serviços aos seus clientes desta forma tentar aproveitar o bom período de vendas. Em nossa visão o motivo do aumento na procura está relacionado principalmente a esta questão”. 

Ele também considera que há ainda uma necessidade de equilíbrio das contas visto que o mercado ainda não voltou ao seu patamar, mas já dá sinais de retorno.

Olavo Cabral Netto, CEO e fundador da Listo, reitera que a pandemia impactou o mercado de diversas maneiras e muitas PMEs precisaram recorrer a crédito para manter o seu negócio funcionando. “Aqui na Listo criamos o KGC, uma linha de empréstimo para capital de giro dirigida a estabelecimentos comerciais com necessidades como: repor estoque, pagar salário de funcionários e passar por fases de baixa nas vendas. O estabelecimento pode pedir o crédito através da nossa plataforma Listo Fácil, sem burocracia”.  Conforme ele, o valor cai na conta do empreendedor no mesmo dia”, conta Olavo Cabral Netto, da fintech que tem o propósito de levar autonomia a PMEs e que tem mais de 100 mil clientes em todo Brasil, 80% deles no setor automotivo.

Regiões 

De acordo com o índice, o crescimento da demanda por crédito foi maior na Região Sul (18,2%), seguida pelo Sudeste (16,2%), Norte (15,8%), Centro-Oeste (14,7%) e Nordeste (13,9%). 

Serasa Experian e Sebrae lançam iniciativa de auxílios às MPEs

A Serasa Experian e o Sebrae firmaram uma parceria e juntos disponibilizam a plataforma Aprenda, que tem o objetivo de contribuir e impulsionar a retomada econômica das micro e pequenas empresas. A iniciativa gratuita traz informações diversas e confiáveis sobre como melhorar a gestão das finanças e do crédito, principais desafios encontrados pelos empreendedores atualmente. Além disso, outros temas de interesse como, prevenção a fraudes, métodos de cobrança e marketing de vendas também são contemplados pelos materiais, criando uma linha completa de aprendizado. Todos os donos de micro e pequenos negócios podem se beneficiar dos conteúdos pelo site: www.aprendaserasasebrae.com.br

Por dentro

De acordo o  Serasa Experian, em agosto,  a busca de empresas por crédito cresceu 28,2% frente ao mesmo mês do ano passado. As pequenas e médias empresas aumentaram em 28,8% a procura por empréstimos.

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email