Mudam-se denominações. E a verdade histórica?

Manuel Bandeira em seu poema Evocação do Recife poetiza: Rua da União… / Como eram lindos os nomes das ruas da minha infância./Rua do Sol (Tenho medo que hoje se chame de dr. Fulano de Tal). Atrás de casa ficava a Rua da Saudade…/
Do lado de lá era o cais da Rua da Aurora…

Aqui em Manaus, a Rua Henrique Martins se chamou Rua do Sol e a Saldanha Marinho Rua da Lua. 

A avenida das Torres foi nomeada de Governador José Lindoso. Mas muitos continuam a chama-la pelo antigo nome. O mesmo ocorre com as ruas Recife e Paraíba. Renomeadas em homenagens a dois ilustres amazonenses. Mas a população ainda se refere às ruas em alusão às capitais nordestinas. Como os são todas as ruas da Vila Municipal: São Luís, Teresina, Fortaleza, Natal. (a capital João Pessoa se chamava Paraíba, como o próprio estado).

E a Rua das Flores? Fica no centro da cidade. Com o Império passou a ser Rua do Imperador. Com o advento da República a chamar-se de Marechal Deodoro. Hoje é conhecida como rua do bate palmas. Todo manauara sabe o porquê. 

Muda-se a política. Mudam-se os nomes. Em São Paulo há  o famoso viaduto Minhocão. Ora transformado em espécie de parque. Inaugurado como Elevado Presidente Costa e Silva, hoje denomina-se Elevado João Goulart. Em Brasília, a Ponte Costa e Silva foi rebatizada como Honestino Guimarães. Houve reação. Por decisão judicial voltou ao nome original. Aqui em Manaus a Maternidade Balbina Mestrinho já foi Ana Nery e voltou a ser Balbina Mestrinho novamente.

Aqui no Amazonas o Município de Presidente Figueiredo, criado no governo de José Lindoso, foi homenagem ao último presidente do Regime Militar. Entretanto, nos anais da Assembleia Legislativa do Amazonas consta, equivocadamente, que seria alusivo ao primeiro presidente da Província do Amazonas. O homem se chamava João Batista de Figueiredo TENREIRO ARANHA. Nos outros monumentos e praças da cidade, o presidente provincial é tido como TENREIRO ARANHA, nunca como Figueiredo.

São Petersburgo uma das mais belas e importantes cidades da Rússia mudou de nome para  Petrogrado na  Revolução Soviética. Em 1924 passou a chamar-se Leningrado, em alusão ao Lenin, obviamente. São Petersburgo foi a capital do Império Russo durante mais de dois séculos.Com a Revolução, os soviéticos optaram por transferi-la para Moscou. Com o fim da União Soviética, voltou a ter seu nome original de São Petersburgo.

As mudanças por razões políticas e ideológicas ocorrem de diversos modos. Pelo esquecimento, por desvirtuamento,  pela mudança dos nomes de ruas, praças e cidades e até pela destruição de estátuas e monumentos. Cabe aos historiadores sempre o papel de restituir a verdade histórica.

Desenho do artista Banksy retirado de conta oficial no Instagram - Instagram/@banksy

Evaldo Ferreira

é repórter do Jornal do Commercio
Compartilhe:​

Qual sua opinião? Deixe seu comentário