Manaus terá loja de educação financeira

A educação financeira é um tema que vem crescendo já há uns anos e tomando proporções realmente grandes, por sua importância na vida de pessoas de todas as idades e classes, especialmente em tempos em que se fala tanto de crise. Prova disso são os números bastante expressivos de demanda da DSOP Educação Financeira, que geraram, inclusive, a necessidade de abertura de mais 60 unidades de atendimento em todo o país.
A mais nova será inaugurada em São Paulo, na próxima sexta (1º), não por acaso em um dos principais centros financeiros da capital: a avenida Paulista. Na ocasião, o presidente da empresa, Reinaldo Domingos, além de oficializar a abertura da primeira unidade de varejo em educação financeira do Brasil -para a qual foram investidos em torno de R$100 mil -, fará um discurso lembrando a história da companhia e a relevância do tema para toda a sociedade.
“A educação financeira envolve muitos elementos do cotidiano de uma população. Um ser educado financeiramente estará mais apto a praticar hábitos de consumo consciente, se endividando menos e realizando mais objetivos de vida. Este mesmo ser terá capacidade de garantir uma boa aposentadoria no futuro, sem depender do governo. A educação financeira dá autonomia e empoderamento para as pessoas, e é por isso que o tema precisa estar inserido em todos os âmbitos da sociedade”, explica Domingos, que também é presidente da Abefin (Associação Brasileira de Educadores Financeiros).
As próximas lojas já possuem prazo para serem lançadas: agosto em Manaus e setembro no Distrito Federal.

Sobre a unidade

O novo estabelecimento irá cobrir tudo o que a DSOP oferece, tanto de serviços -como curso de educação financeira, curso de formação de educador financeiro, pós-graduação (presencial e EaD) e programas de educação financeira nas escolas e nas empresas -quanto de produtos -como livros sobre educação financeira e literários.
Os interessados em conhecer mais sobre a empresa e todas as suas frentes, sejam pessoas físicas, escolas ou empresas, poderão comparecer à unidade de segunda à sexta, das 8h às 19h, ou entrar em contato a partir do telefone 3660-5400.

Números da educação financeira no país

O alto investimento se explica pela alta demanda. Só para se ter uma ideia, o número de escolas particulares em 2016 que inserem o Programa DSOP de Educação Financeira em sua grade para alunos do Ensino Infantil ao Médio é quase 20 vezes maior do que em 2012, quando as atividades se iniciaram. Do ano passado para este ano, a quantidade de instituições de ensino adotantes do projeto aumentou 78%, somando 870 em todo o país.
Em relação às escolas públicas, atualmente, são 130 escolas que ensinam educação financeira para seus estudantes, beneficiando também todas as famílias, o corpo docente e a comunidade em geral. Ao todo, são 1.000 instituições (públicas e privadas) oferecendo educação financeira para mais de 245.500 crianças e jovens.
O número de adultos, por sua vez, que buscaram se especializar profissionalmente em 2016, por meio de pós-graduação, por exemplo, é 42% maior do que em 2015 e 170% maior, se comparado a 2014, quando o curso foi criado. Outro milhão de brasileiros já se beneficiou com conhecimento em educação financeira, realizando cursos e participando de palestras realizadas pela DSOP, além da leitura de livros, em sua maioria escritos por Reinaldo Domingos, autor de mais de 100 obras sobre o tema.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email