Mabe lança linha de produtos para classe média

A Mabe, maior multinacional latino americana de linha branca, responsável pela produção de eletrodomésticos Dako e GE, anunciou na última quinta-feira, em São Paulo, o lançamento de uma nova marca de produtos, que leva o nome da própria indústria, para atender os consumidores da classe média brasileira.
A empresa investiu R$ 60 milhões em equipamentos nas suas fábricas no Brasil para a produção dos produtos da nova marca e projeta investir mais R$ 100 milhões nos próximos cinco anos na construção da marca no país, informou o presidente da Mabe para o Mercosul, Patrício Mendizabal.
“Trabalhar com três ou mais marcas bem posicionadas para segmentos bem definidos nos permite atuar como líderes. Nos mercados da América Latina em que estamos presentes, possuímos marcas para diferentes públicos: uma local, uma premium e a marca Mabe será -para o público intermediário” afirmou Mendizabal. “Dessa forma, a companhia terá produtos e marcas para atender as principais expectativas de consumidores brasileiros, onde a GE traz inovação e tecnologia, a Mabe descomplicando as tarefas do dia-a-dia, e a Dako sendo a escolha inteligente”, completou o executivo.
A Mabe, que desde 2003 é dona no Brasil das marcas GE e Dako, criou esta marca para elevar sua participação na produção e nas vendas de eletrodomésticos no mercado brasileiro de 17% para 25%, acrescentou também o executivo. A direção informou que o faturamento na empresa no país em 2007 foi de R$ 1,2 bilhão e projeta incremento de receita em 16,66% e atingir R$ 1,4 bilhão com a nova marca.
A gerente da marca no Brasil, Fernanda Afonso, acredita que o diferencial dos produtos desenvolvidos pela Mabe são a praticidade e modernidade, que transformam as cozinhas brasileiras em um lugar aconchegante.
“Design e tecnologia são prioridades na produção dos produtos da marca Mabe, e buscamos atender às necessidades do consumidor brasileiro, que está cada vez mais exigente, com eletrodomésticos arrojados e tecnologia realmente útil, e os brasileiros estão exigentes e antenados nessa questão”, pontuou Fernanda.
A multinacional é a única empresa latina que compete nos mercados locais. Com 18 unidades fabris em toda a América Latina e Canadá, fatura US$ 4.5 bilhões ao ano e emprega cerca de 26 mil colaboradores direto. A empresa também estará lançando até o fim do ano sua nova marca no Chile e na Argentina.
No Brasil, a Mabe possui quatro fábricas no Estado de São Paulo, com produção anual de 3,5 milhões de unidades de aparelhos eletrodomésticos, empregando mais de 3,1 milhões de trabalhadores. Entre os produtos da marca Mabe estão ceifas, depuradores, microondas, lavadoras de roupas, refrigeradores e fogões, mas somente os três últimos eletrodomésticos são produzidos nos parques fabris brasileiros.
Mendizabal projeta um faturamento este ano de R$ 40 milhões em exportações, valor 20% menor se comparado ao ano passado, quando a empresa faturou R$ 50 milhões.
De acordo com o executivo, com a desvalorização do dólar, as exportações não só de eletrodomésticos, mas de quase todos os produtos nacionais ficaram comprometidas. A Mabe já iniciou o processo produtivo de sua nova marca em julho deste ano e a comercialização deve começar no dia 1º de setembro nas lojas de eletrodomésticos de todo o país.
O jornalista viajou a convite da Mabe Industrial

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email