Ketlen de volta ao octógono na categoria pena

https://www.jcam.com.br/Upload/images/Noticias/2019/2Sem/10%20Out/06/0910_B1a.jpg
Depois de mais de um ano parada, a lutadora amazonense retorna com tudo, agora com patrocínio

Em coletiva, na tarde de ontem, a lutadora de MMA Ketlen Vieira, a primeira amazonense a integrar o UFC, recebeu a imprensa na Transire Eletrônica, no Distrito Industrial, para comemorar duas conquistas. A primeira foi estar restabelecida 100% após ter se lesionado no joelho durante os treinos no ano passado, o que a deixou mais de um ano ‘no estaleiro’ e a impediu de lutar com a americana Tonya Evinger pela conquista do cinturão do UFC, e a segunda foi ter conseguido o patrocínio da Transire Eletrônica, por um ano, o que a deixa tranqüila para a próxima luta, em 14 de dezembro, em Las Vegas, com uma mexicana, que ela ainda não pode dizer o nome.

“Pela primeira vez estou conseguindo patrocínio de alguém. Até hoje nunca tive apoio de prefeitura, de Governo do Estado ou de qualquer empresa. Pago a equipe que trabalha comigo, treinadores de boxe, de jiu-jitsu, preparador físico, viagens, alimentação, suplementos alimentares, com o dinheiro dos prêmios das lutas que ganho”, lamentou.

Ketlen Vieira tem 28 anos e luta na categoria peso-galo. Em agosto do ano passado, teve que operar o joelho após sofrer a lesão e se afastou do octógono.

“Já estava pensando em desistir, mas recebi apoio dos familiares e amigos e consegui me restabelecer. Pra completar, após a intercessão de amigos, consegui o apoio da Transire, através de seu presidente Gilberto Rodrigues, e cheguei à conclusão que deveria voltar”, contou.

Ketlen mora do Rio de Janeiro e, há três anos integrando o UFC, já lutou quatro vezes, ganhando todos os embates. Ela nunca lutou no Brasil.

“Atualmente sou a número 2 no ranking, na minha categoria. Se eu ganhar esta luta contra a mexicana, na próxima luta venho em busca do cinturão”, completou.

 

Nas mãos Dele

Ketlen lembrou que, enquanto convalescia, chegou a ficar com depressão, assistindo às suas lutas passadas e chorando.

“Ficava pensando: quando eu vou voltar? Será que eu vou voltar?”, recordou.

Os dias e os meses passaram e com o apoio dos familiares e amigos, Ketlen voltou a ficar em forma.

“Tenho muita fé em Deus. Quando queria fraquejar e desacreditar de tudo, minha companheira Giuliany Singred dizia que aquela era a hora de eu testar a minha fé, e assim eu fiz. Entreguei tudo nas mãos Dele”, contou.

Ketlen disse estar voltando ainda mais forte, mais experiente, com melhores movimentos. As dificuldades, principalmente a financeira, pois ficou um ano sem lutar, ficaram para trás.

“Foi o deputado Josué Neto quem me ajudou durante todo esse tempo que fiquei fora de ação e foi ele também quem conseguiu que a Transire me patrocinasse”, disse.

“A empresa fechou patrocínio comigo durante um ano, não se importando se vou vencer ou perder. Como vou lutar para vencer, espero que o patrocínio dure pelo tempo que eu estiver lutando”, riu.

Ketlen faz questão de dizer que sente orgulho de ser amazonense, que sempre quis ser a primeira mulher amazonense a entrar no UFC. E conseguiu esse feito. Agora o seu sonho é ser a primeira amazonense a conquistar o cinturão.

“E vou conseguir. Quando os amazonenses me virem lutando no octógono, podem ter certeza que eu estarei dando tudo de mim. Se eu tiver 1% de chance de vencer uma luta, ainda assim vou acreditar na minha vitória”, finalizou.

 

Quem é a Transire?

A Transire Eletrônicos, maior fabricante de terminais de pagamentos do Brasil, pertencente ao Grupo Transire e baseada em Manaus, será uma das principais patrocinadoras de Ketlen ‘Fenômeno’ Vieira em sua volta ao UFC, maior franquia de MMA do mundo.

A fábrica está diretamente ligada ao mercado de automação, fabricando terminais PoS e PINPads altamente seguros e produtos eletrônicos para transações financeiras via cartão.

Para o presidente do Grupo Transire, Gilberto Rodrigues Novaes, o apoio é uma forma de incentivar o esporte no Amazonas. “Além de ser um exemplo de superação, Ketlen é hoje um dos maiores orgulhos do povo amazonense. Por isso, não poderíamos deixar de apoiá-la em um momento tão importante e decisivo de sua carreira como este”, afirmou.

O Grupo Transire é composto atualmente pelas empresas Transire Eletrônicos, PAX do Brasil, Rede Celer, Iranduba Pescados, entre outras.

 

***

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email