Fusão entre Bovespa e BM&F vai criar 2ª maior Bolsa

A possível fusão entre a Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) e a BM&F (Bolsa de Mercadorias & Futuros) deve criar a segunda maior Bolsa de Valores do continente americano, segundo levantamento da consultoria Economática.
A maior Bolsa ainda seria a Chicago Mercantile, nos Estados Unidos, com valor de mercado (preço da ação da empresa multiplicado pelo número de papéis) de US$ 27.68 bilhões, de acordo com valores atualizados até ontem.
Na segunda posição, a Bovespa-BM&F seria de US$ 18 bilhões, segundo pela Nyse (Bolsa de Nova York), com valor de mercado no valor de US$ 17.68 bilhões. Nesse ranking hipotético, a Bovespa, em seu tamanho atual, ficaria em quarto lugar, com valor de mercado no montante de US$ 9.78 bilhões.

Negociações
confirmadas

Na terça-feira, a Bovespa Holding e a BM&F divulgaram fato relevante em que confirmam “conversações visando a integração de suas atividades’’.
No pregão de ontem, a ação da Bovespa Holding valoriza 11,08%, para R$ 26,89, enquanto a ação da BM&F sobe 9,44%, para R$ 17,26, às 14h23.
Analistas avaliaram de forma positiva a notícia sobre uma possível fusão entre as duas empresas, porque segue a tendência mundial e evita uma concorrência futura entre as duas Bolsas de Valores.
A Bovespa Holding abriu seu capital, passando a ter ações negociadas em pregão, no dia 26 de outubro do ano passado. Com a operação, a companhia levantou R$ 6,625 bilhões. A BM&F fez o mesmo em 30 de novembro de 2007 e captou um total de R$ 5,984 bilhões.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email