Faturamento de PMEs cresceu 2%

O faturamento real das MPEs (micros e pequenas empresas) paulistas cresceu 2% em 2013, na comparação com o ano anterior, com receita total de R$ 568,1 bilhões, de acordo com pesquisa do Sebrae-SP (Serviço Brasileiro de Apoio às Micros e Pequenas Empresas de São Paulo), realizada com apoio da Seade (Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados). Apesar do crescimento, houve uma desaceleração no ritmo de alta no faturamento, devido à forte base de comparação. Em 2010 ante 2009, o faturamento das MPEs do Estado cresceu 10,4%, passando para alta de 4,4% em 2011 e 8,1% em 2012.
“O crescimento modesto da economia brasileira em 2013 também afetou o desempenho das micros e pequenas empresas paulistas”, afirmou, em nota, o diretor-superintendente do Sebrae-SP, Bruno Caetano.
O faturamento na indústria caiu 3,4% no ano passado, enquanto comércio e serviços cresceram 4,3% e 1%, respectivamente. De acordo com o levantamento, este foi o primeiro ano com queda no faturamento da indústria desde 2009, auge da crise internacional.
Em 2013, houve um recuo de 0,9% no pessoal ocupado nas micros e pequenas empresas paulistas. O rendimento dos empregados, contudo, aumentou 6,7% e a folha de salários -que engloba outras remunerações -cresceu 3,8% na comparação com 2012.
A perspectiva para 49% dos empresários em janeiro é de estabilidade nos primeiros seis meses de 2014. Aumentou a parcela dos que esperam uma piora na atividade econômica nos próximos seis meses -de 8% em janeiro de 2013 para 16% em janeiro deste ano.
“A previsão é de desempenho modesto da economia brasileira este ano e tendência de desaceleração do consumo interno por conta da inflação persistente, aumento menor do salário mínimo e redução no volume de contratações”, afirmou o diretor-superintendente do Sebrae-SP.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email