“FAS mostra como fazer sustentabilidade”, diz Braga

Ao fazer uma avaliação do trabalho realizado pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS), criada em sua gestão no governo do Amazonas, o senador Eduardo Braga (PMDB) disse ter grande orgulho desse projeto, responsável por concretizar a ideia do desenvolvimento sustentável. Na opinião do parlamentar a FAS mostra que é possível manter a floresta em pé e, ao mesmo tempo, promover a dignidade de seus verdadeiros guardiões, os ribeirinhos.
O senador pelo Amazonas aponta que hoje a fundação desenvolve projetos em várias comunidades do interior do Estado, que têm transformado a vida de muita gente. Entre esses projetos ele aponta o programa Bolsa Floresta, que remunera moradores de áreas de conservação, garantindo-lhes uma renda mínima, e que inspirou o Bolsa Verde, programa do governo federal voltado para o mesmo fim.
Eduardo Braga atesta que os vários programas de desenvolvimento sustentável implantados em sua gestão à frente do Amazonas -como revitalização das cadeias produtivas da borracha, juta e malva, guaraná, açaí e madeira- é uma prova de que é possível gerar emprego e renda sem que para isso seja necessário desmatar. “Outra prova é o fato de a preservação da floresta em pé influencia o regime de chuvas tão necessárias para o sucesso do agronegócio das demais regiões do país”, mencionou.

Cooperação pela Água

Com relação ao tema água – 2013 é comemorado pela ONU como o Ano Internacional da Cooperação pela Água- o senador Eduardo Braga disse se tratar de um tema que deve estar na agenda de todo governante e também de toda sociedade por se tratar dos nossos recursos hídricos e a preservação de nossos mananciais de água. “Principalmente por abrigarmos o maior rio do mundo, onde estão 20% da água potável do planeta”, disse o senador, ressaltando que no seu mandato trabalhou bastante para melhorar a qualidade da água consumida pelos amazonenses e, especialmente em Manaus, inclusive na criação do Programa Águas de Manaus (Proama), para ser uma alternativa de levar água para meio milhão de pessoas que atualmente não têm acesso a água encanada. “Devemos estar sempre atentos para garantir a qualidade dos nossos recursos hídricos e a preservação de nossos mananciais”, completou.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email