Exposição de Arnaldo Garcez conta com 18 quadros no Calçada Alta

Para quem gosta de poesia, música e exposição de quadros, o caminho, hoje, é o restaurante Calçada Alta (rua Costa Azevedo, 96 – Centro) que, às 19h, irá receber o multiartista Arnaldo Garcez para o lançamento de seu 13º livro de poesias ‘So(m)bra das palavras’, que também dá nome à exposição de 18 quadros dispostos nas paredes do restaurante.

Exposição com 18 quadros vão permanecer dispostos nas paredes do restaurante Calçada Alta

Garcez faz parte do grupo de artistas amazonenses que vai, vê e vence fora de Manaus. Há mais de 20 anos ele mora no Rio de Janeiro, de onde parte para outros países com seus quadros. Trata-se de um artista ‘contemporâneo e universal’, que mantém estreito vínculo com suas raízes, e nunca deixa de lançar seus trabalhos na capital manauara, origem de sua fonte de inspiração e de material criativo.

Garcez é um artista ‘contemporâneo e universal’, que mantém estreito vínculo com suas raízes

Em Manaus Arnaldo Garcez começou participando de concursos de poesias, ainda na década de 1970, identificando-se com o movimento sociocultural dos ‘poetas marginais’ da época, caracterizado pela temática irreverente, cotidiana e erótica, de linguagem coloquial, espontânea, inconsciente, marcada pelo sarcasmo, humor e ironia. Também integrou a banda de rock ‘Manhã de Abril’, e compôs músicas, como ‘Ponta Negra cinza, quase azul’, interpretada por Pereira, mas é nas artes plásticas que Arnaldo literalmente faz arte com mais frequência.

“Apesar dessa pandemia, tive um ano muito produtivo. Estive na Itália, onde expus, entre outros lugares, em Nápoles, Perugia e Roma. De volta ao Brasil, realizei duas exposições no Rio de Janeiro, na Pop Art Gallery; e agora estou numa coletiva em São Paulo, na Ortobom. Para finalizar, vim a Manaus para lançar meu novo livro e, lógico, não poderia deixar de organizar mais uma exposição na minha cidade”, falou.

‘So(m)bra das palavras’ é o 13º livro de poesias de Arnaldo Garcez

“Quanto ao livro, eu já vinha escrevendo estas poesias há algum tempo. Quando a Manauscult lançou o edital da Lei Aldir Blanc, eu me inscrevi e fui contemplado”, contou.

Artista das novelas

Arnaldo Garcez tem uma característica peculiar dentro das artes plásticas. Seus quadros quase sempre fazem parte dos cenários das novelas da TV Globo.

“Meus quadros já decoraram as paredes dos cenários de umas 18 novelas. Entre os que mais fizeram sucesso está a série de quadros com personagens tocando instrumentos musicais que integraram os cenários da novela ‘Mulheres Apaixonadas’. Agora eles podem ser vistos na novela ‘Amor de Mãe’, que teve umas modificações por causa da pandemia, mas já normalizou”, disse.

“Fiquei feliz em poder realizar este trabalho literário, que há um bom tempo estava nos meus planos, e agora consegui concretizar”, relatou.

“Também estou muito contente em poder voltar à cidade pela qual tenho um imenso carinho e respeito por ser o meu berço primeiro, trazendo mais trabalhos para comemorar a vida e a arte, apesar desse tempo de pandemias e posicionamentos radicais, por vezes beirando a insensatez. Mas acredito sempre que somos capazes de superar essas adversidades, que nesse instante interferem em nossa calma. Convido a todos para essa confraternização recheada de arte e vida”, completou.

Durante a vernissage, haverá muita música. Arnaldo cantará algumas de suas composições, bem como haverá a participação de amigos seus de sua época musical na capital amazonense que prometeram relembrar alguns dos seus sucessos.  

Para esta exposição o artista trouxe alguns trabalhos novos, com uma paleta de cores mais orgânica. No próximo dia 26 ele retorna para o Rio, mas a exposição ‘So(m)bra das palavras’ permanecerá no Calçada Alta até o final de fevereiro.  

A publicação do livro ‘So(m)bra de palavras’ é resultado de projeto contemplado no edital do Concurso-Prêmio Manaus de Conexões Culturais, da Prefeitura Municipal de Manaus, através da Manauscult, com recursos do Governo Federal, por meio da Lei Aldir Blanc. Também conta com o apoio do Icbeu (Instituto Cultural Brasil-Estados Unidos).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email