8 de maio de 2021

Eleição no Congresso é positiva, avalia bancada amazonense

A parte majoritária da bancada amazonense está confiante que os candidatos eleitos para as presidências das duas casas do Congresso devem ajudar – ou pelo menos não atrapalhar – a tramitação de pautas de interesse do Amazonas no Legislativo federal. O consenso é maior em torno do ungido para o comando do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), do que o escolhido para encabeçar a Câmara, o deputado Arthur Lira (Progressistas-AL), em razão do primeiro ato deste.

Rodrigo Pacheco foi eleito para a presidência do Senado

Ao anular a eleição para os demais cargos da Mesa Diretora – onde estavam opositores a sua candidatura –, Lira teria deixado uma sensação de mal estar em parte dos parlamentares. Especialmente porque o escolhido para a vice-presidência da Câmara era um representante do Estado – o deputado Marcelo Ramos (PL-AM). Os líderes partidários, no entanto, chegaram a um acordo, nesta terça (2), para uma nova escolha, na manhã de hoje. Partidos de oposição terão pelo menos dois dos seis cargos disponíveis, além de metade das suplências.

Arthur Lira anulou eleição aos demais cargos da Mesa Diretora

Segundo o senador Plínio Valério (PSDB-AM), a situação no Senado é de ponto pacifico. No entendimento do parlamentar, embora o ex-presidente da casa legislativa, senador David Alcolumbre (DEM-AP), fosse encarado como “praticamente um conterrâneo”, o senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG) – que levou os votos dos três senadores amazonenses – também sinaliza ser pessoa “capacitada e compreensiva”. 

“Quando se chega na presidência do Senado, não tem essa de divisão de Estados. Aqui, todo mundo é solidário. Portanto, isso não altera a nossa luta. Vamos continuar na briga pela BR-319, agora que o Brasil tomou conhecimento de nosso isolamento e pela Zona Franca, onde sempre estamos de olho. É importante estarmos nas comissões que interessa e nós, os três senadores, vamos estar”, reforçou.

“Melhores atributos”

O deputado federal Capitão Alberto Neto (Republicanos-AM) aponta, por outro lado, que a eleição na Câmara ficou polarizada. De um lado, prossegue o parlamentar, estava o deputado Arthur Lira, que veio a Manaus visitar a Zona Franca e se comprometeu publicamente com a bancada na defesa do modelo e da BR-319, assim como na alocação de recursos e ações para atender a condição emergencial decorrente da segunda onda de covid-19 no Estado.

“Falamos várias vezes sobre a situação do Amazonas em relação à pandemia e como precisamos de verbas. Por outro lado, tínhamos o deputado Baleia Rossi, que é ligado a Rodrigo Maia e travou várias pautas importantes para o nosso país, além de ser o autor da PEC-45, que acaba com a Zona Franca. Logo, fica muito evidente que o deputado Lira apresentou melhores atributos para o nosso Estado”, defendeu o deputado, que não quis se pronunciar sobre o imbróglio da eleição da Mesa Diretora. 

“Cumprir acordos”

Na mesma linha, o deputado federal Sidney Leite (PSD-AM) lembrou que, apesar de ter vindo a Manaus para pedir votos à bancada e assumir compromisso com a ZFM, o presidente anterior da casa, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), agiu diferente do combinado e chegou a “ironizar publicamente” o modelo. Lembra ainda que Maia “patrocinou” a PEC 45 da Reforma Tributária, que tinha como autor o candidato derrotado, deputado Baleia Rossi (MDB-SP), e que passava ao largo da ZFM.

“Já o deputado Arthur Lira tem como uma de suas marcas cumprir acordos. Ele assumiu um compromisso conosco, pelo grau de prioridade, da defesa da ZFM. Coloquei também a necessidade de um olhar diferenciado e estratégico para a região e sua importância para o desenvolvimento do Brasil. Entendo que sua eleição, com mais de 300 votos, o credencia para representar a Câmara e garantir esses compromissos”, afiançou.    

Sidney Leite argumenta que a anulação da eleição dos cargos da Mesa Diretora da Câmara está amparada pelo regimento interno. “Os processos eleitorais têm prazo. Todos os partidos sabiam disso e o PT registrou posterior ao prazo. O parlamento é uma casa plural, que tem as divergências naturais. Estamos construindo um entendimento e, hoje, teremos uma eleição que consolidará o restante da composição da mesa”, amenizou.    

“Paulo Guedes”

O deputado federal José Ricardo (PT-AM), por outro lado, lembra que, ao estar alinhado com o governo federal, Arthur Lira também poderia referendar pautas do ministro Paulo Guedes, que já se manifestou publicamente contra os incentivos fiscais da ZFM. Para o parlamentar, entretanto, pouca coisa mudará e os resultados continuarão a depender das articulações dos representantes do Estado na casa.

“Acredito que, se o governo pressionar a Câmara para aprovar uma reforma Tributária que vá prejudicar a Zona Franca, esse presidente vai apoiar. Mas, como nossa bancada no Congresso já está se articulando para manter o modelo no âmbito da reforma, com emendas, espero que as articulações dos representantes do Amazonas, que são de partidos diferentes, possam manter os incentivos. Fora isso, essa mudança não altera muito nossa situação, de carência de investimentos federais. Estamos em uma situação desesperadora para conseguir oxigênio e recursos para salvar vidas”, lamentou.     

“Olhar para frente”

O deputado federal Marcelo Ramos (PL-AM), destacou que a eleição do presidente Arthur Lira dá conforto quanto a proteção da ZFM e de que a Reforma Tributária respeitará as políticas de desenvolvimento regional. O parlamentar lembra que o novo presidente firmou compromisso com a bancada e concorda que Lira tem tradição de honrar compromissos.

O político também considerou que o imbróglio dos cargos da Mesa Diretora foi um episódio menor, que deve ser deixado para trás. “O MDB registrou seu bloco fora do prazo regimental. Não havia outro caminho a tomar. Mas vamos olhar pra frente, o acordo da Mesa está construído e hoje vamos eleger a todos”, arrematou. 

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email