DJ realiza a live das lives manauaras

Mais de quatro décadas depois e Raidi Rebello só vê aumentar o número de seus fãs. Na quarta-feira, 15, o DJ, atendendo a pedidos destes mesmos fãs, resolveu fazer a primeira live da vida, mesmo sempre tendo vivido, desde o começo de sua carreira, cercado por clips de artistas do mundo todo, e conseguiu bater recordes de curtidas, compartilhamentos, comentários e visualizações no Facebook e YouTube, entre todas as lives que estão sendo realizadas por outros artistas no Amazonas.

“Foram tantos números, que eu me perdi. Cheguei a contabilizar 9.500 pessoas no YouTube, 9 mil curtidas no Face, 4 mil compartilhamentos, 14 mil comentários e 68 mil visualizações. No YouTube eram tantos comentários, passando tão rápidos, que eu não conseguia nem ler”, comemorou.

“Eu tinha um canal no YouTube, desde 2013, que praticamente não usava. Tinha pouco mais de 100 inscritos. Quando avisei que a live estaria lá, passou dos três mil inscritos”, revelou.

Raidi conseguiu entrar para a história das lives locais pela repercussão que a sua live teve. Desde que ele começou a postar nas redes sociais que faria uma apresentação ao vivo no dia 15, os fãs passaram a se mobilizar e também comentar em suas redes sociais. À medida que o dia se aproximava, eles mostravam a ansiedade pela espera. No dia 15, contaram as horas até chegar às 21h quando, passando um pouco desse horário, Raidi entrou no ar de um estúdio montado especialmente para a ocasião, em sua casa. Foram duas horas e meia de muita música dançante, com Raidi aparecendo a cada meia hora, tecendo alguns comentários sobre os próximos clips, e mais músicas.

“Credito esse sucesso ao segmento musical que sempre explorei, as músicas dançantes das décadas de 1970, 80 e 90. Aquele período teve uma produção mundial, incluindo o Brasil, tão expressiva, que formou essa legião de fãs do Raidi, porque sou o único a tocá-las. Essas músicas são tão boas que muita gente da geração pós aquele período, passou a gostar delas”, revelou.

Galerosos do passado

O amor dos fãs por Raidi, e pelas músicas que executa há décadas na rádio Difusora, é tanto que ele nem precisa se esforçar para divulgar os shows, eventos, e agora a live, que realiza. Os próprios fãs se encarregam disso.

“Há algum tempo o pessoal começou a divulgar um banner com os dizeres: ‘galeroso também é gente. Cadê a live do Raidi?’, e não parou por aí”, disse.

“Quando comecei a divulgar a live, produziram um vídeo no qual aparece um quarentão amolando um terçado e o filho adolescente pergunta o que ele está fazendo, no que o pai responde estar se preparando para a live do DJ Raidi Rebelo no dia 15. Termina com o quarentão e os filhos dançando ‘Do the rave stomp’, do DJ Dero, de 1993, um dos grandes sucessos nas noites de sábado no Cheik, no início da década de 90”, lembrou o DJ.

Quem viveu aquela época lembra que os eventos de Raidi realizados nas noites de sábado, no Cheik Club, faziam muito sucesso, mas ele teve que acabar com aquelas festas porque grupos de adolescentes que iam para o clube, quando saiam de madrugada, armados de terçados, organizavam verdadeiras batalhas, em plena avenida Getúlio Vargas. Eram os famosos galerosos, hoje pais de família, ainda fãs de Raidi, sem contar, claro, aqueles que ficaram pelo meio do caminho.

“Acredito que o mal exemplo daqueles galerosos não tenha passado para os seus filhos, porque hoje realizo festas durante o ano inteiro, em Manaus e em várias outras cidades, tocando as mesmas músicas, e felizmente não acontece nenhum tipo de briga”, afirmou.

35 anos na Difusora

Raidi Rebello começou animando as famosas brincadeiras, nas casas dos amigos, depois que assistiu ao filme ‘Embalos de sábado à noite’. Levava os LPs debaixo do braço e os colocava para tocar.

“Em 1978 comecei profissionalmente na discoteca Mid Som, que ficava ali na Sete de Setembro, ao lado da antiga Câmara Municipal, e não parei mais até hoje. Naquela época nem existia essa palavra DJ”, recordou.

Há 35 anos o DJ vem apresentando programas na rádio Difusora, agora Dance Mix, com músicas das décadas de 1980/90, de segunda a sexta-feira, das 21h15 às 22h30, e aos sábados, das 16h às 18h; e aos domingos o Flash Disco, com músicas da década de 70, das 13h às 15h.

Uma novidade criada por Raidi há três anos foi enviar para os fãs, via WhatsApp, programas inteiros. Basta ligar para o número 9 9413-1539, e pedir para ser cadastrado.

“Já tem mais de 15 mil cadastrados recebendo meus programas ao menos duas vezes por semana. Quem cuida disso é minha filha. Ela liga o computador pela manhã e um programa de computador fica enviando automaticamente os meus programas até à noite”, contou.

E os fãs já podem aguardar uma segunda live.

“E melhor ainda. Essa primeira foi feita meio que testando, mas a próxima iremos pensar em como realizar uma produção mais profissional”, adiantou.    

Fonte: Evaldo Ferreira

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email