19 de abril de 2021

Desembargador Ataliba dá nome ao auditório do TJA

A indicação ao nome do magistrado, falecido em junho deste ano, foi feita pelo atual presidente do tribunal, Hosannah Florêncio de Menezes

Foi inaugurado oficialmente na manhã da última quarta-feira, o auditório Desembargador Ataliba David Antônio, instalado na sede do TJA (Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas), no prédio Desembargador Arnoldo Peres.

A indicação ao nome do magistrado, falecido em junho deste ano, foi feita pelo atual presidente do tribunal, Hosannah Florêncio de Menezes, e aprovada por unanimidade pelos demais magistrados.

Ética influencia na escolha

O presidente do TJAM, que participou da cerimônia de descerramento da placa, explicou que a sugestão teve razões profissionais e pessoais. “Fui motivado por meu contato pessoal e de convivência como juiz e desembargador. O desembargador Ataliba David Antônio é hoje homenageado por ter tido um comportamento pautado nos princípios da ética e da moralidade”, explicou. O prefeito de Manaus, Serafim Corrêa, afirmou que o Tribunal de Justiça prestou uma justa homenagem. “O Ataliba foi e continua sendo um exemplo. Era um homem cordato, ponderado, razoável, símbolo da justiça”, assegurou.

O juiz de direito da Vemaqa (Vara Especializada do Meio Ambiente e de Questões Agrárias do Estado do Amazonas), Adalberto Carim Antônio, um dos dois filhos do desembargador Ataliba David Antônio, disse estar emocionado com a ação do Tribunal de Justiça que, segundo ele, representa um resgate à memória de seu pai. “Fico emocionado com o fato do TJ lembrar do nome de um homem que dedicou sua vida aos preceitos da Justiça e que vivenciou a magistratura de maneira íntegra e ética”, disse.

Segundo Adalberto Antônio, o desembargador Ataliba sempre manteve a postura de conciliador entre as partes em suas atividades jurisdicionais desenvolvidas no interior do Estado e na capital. “Ele serviu à sociedade, julgando os conflitos sociais como ser humano com extrema humildade e fidalguia. Foi um homem à frente do seu tempo”, comentou. Adalberto lembrou ainda a preocupação do magistrado com as questões ambientais com quem disse ter aprendido a lutar pela preservação da natureza.

O desembargador Ataliba David Antônio, formado pela Faculdade de Direito da Universidade Federal do Amazonas, iniciou a carreira no Ministério Público como promotor de Justiça, exercendo a função no período de 1954 a 1961. Foi aprovado em concurso público para o cargo de juiz de 1ª Entrância e atuando, posteriormente, em 2ª Entrância durante 29 anos. Em junho de 1990, o magistrado foi promovido ao cargo de desembargador pelo critério de merecimento.

Foi membro da comissão responsável por elaborar o regimento interno do Conselho dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais. Após sete anos de atividade, o desembargador aposentou-se em 1997.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email