8 de maio de 2021

Curta do AM participa do Festival de Cinema de Caruaru

Concorrendo com mais de 500 produções cinematográficas brasileiras, o curta-metragem amazonense ‘A benzedeira’, roteirizado e dirigido por Wallace Abreu, foi selecionado para participar do 8º Festival de Cinema de Caruaru, em Pernambuco. A lista dos selecionados foi divulgada na manhã de sábado (20), e o filme é a única produção da região Norte selecionada para o evento.

‘A benzedeira’ foi rodado entre novembro e dezembro de 2020, em Manaus, tendo sua pós-produção finalizada em janeiro deste ano. O curta, ficcional e não documental, é resultado de um projeto aprovado no Prêmio Manaus de Conexões Culturais, da ManausCult, e contou com aporte financeiro da Lei Aldir Blanc para sua produção.

“Eu sou natural de Itacoatiara, e a prática do benzimento sempre esteve presente na minha vida. Quando eu me mudei para Manaus, há 15 anos, percebi que aqui na capital as pessoas já não tinham tanto o costume de procurar uma benzedeira, ou rezadeira, quando eram acometidas por algumas doenças, seja do corpo ou da alma”, recordou Wallace.

Wallace Abreu roteirizou e dirigiu ‘A benzedeira’
Foto: Divulgação

Entre 2013 e 2015 Wallace participou do Programa de Pós-Graduação em Sociedade e Cultura na Amazônia, quando obteve o título de mestre. Nesse período teve acesso a muitas informações sobre a Amazônia, e pode entender melhor esse espaço não apenas por sua rica fauna e flora, mas pelo modo de vida de seu povo. Entre os trabalhos pesquisados por Wallace, vários lhe chamaram a atenção, entre eles, um que tratava sobre as benzedeiras da Amazônia.

“Naquela época fiz algumas anotações de temas relevantes que gostaria de tratar no teatro ou no cinema, e ano passado, no período da pandemia, com bastante tempo em casa, resolvi tirar algumas dessas ideias da gaveta. Foi quando escrevi o roteiro para o curta e o apresentei para a Rosa Malagueta, convidando-a para que ela protagonizasse o filme. Daí começamos a elaborar o projeto e hoje o filme está para levar pelo Brasil afora uma mensagem de fé e esperança, e para deixar registrado, mesmo que de forma ficcional, o importante papel desempenhado pelas benzedeiras”, contou.

Curta está concorrendo com mais de 500 produções cinematográficas brasileiras
Foto: Divulgação

Festival relevante no Nordeste

O curta narra a história de dona Luiza Pereira, uma benzedeira que é impedida de exercer seus dons, após um juiz acatar uma solicitação de uma associação de médicos que pede o fechamento da casa da benzedeira. A trama apresenta uma reviravolta, quando o juiz toma conhecimento da importância que o dom da benzedeira teve em sua vida, quando este ainda era criança. O filme propõe um debate sobre intolerância cultural e religiosa.

‘A benzedeira’ integra a Mostra Brasil de Curtas-metragem dentro da programação do festival. Há ainda outras mostras, como a Agreste, de longas-metragens, e cada uma delas possui categorias em competição. No caso da Mostra de Curtas, o filme de Wallace compete com outras 19 produções, participantes na mesma categoria.

O Festival de Cinema de Caruaru desponta como um dos mais relevantes festivais de cinema no Nordeste. Prova disso foram as mais de 500 inscrições recebidas para a edição deste ano. Na categoria de curtas-metragens foram 20 os selecionados, sendo ‘A benzedeira’ o único filme da região Norte.

“Essa aprovação recebemos como reconhecimento ao trabalho que desenvolvemos. É um projeto muito especial para nós, e que conseguimos realizar num momento tão difícil. A Rosa Malagueta me disse uma coisa, logo que começamos esse processo, e que carrego comigo como um norte para o que estou desenvolvendo e para o que quero desenvolver. Vários produtores e cineastas já vieram para a Amazônia, com seus olhares, apresentar essa região para o mundo. Agora é a nossa hora de mostrar a nossa Amazônia, do jeito que nós, que estamos aqui, a conhecemos”, revelou.

Concorre a vários prêmios

Este é o terceiro roteiro escrito por Wallace, sua segunda direção de um audiovisual, e o primeiro filme de sua produtora Cacique Produções. O mestre em Sociedade e Cultura na Amazônia tem uma história no teatro, mas há alguns anos se dedica ao audiovisual. O Festival de Cinema de Caruaru é o primeiro festival onde ‘A benzedeira’ foi inscrito e Wallace pretende participar de outros festivais pelo Brasil.

O evento acontecerá de 15 a 30 de março e as produções selecionadas poderão ser assistidas por meio de links que serão disponibilizados no site (www.festivaldecararu.com.br). ‘A benzedeira’ concorre aos prêmios de Melhor Filme, Melhor Direção, Melhor Roteiro, Melhor Fotografia, Melhor Direção de Arte, Melhor Desenho de Som, Melhor Ator, Melhor Atriz e Melhor Pôster.

Integram o elenco do curta, além de Rosa Malagueta, os atores Hely Pinto, Paulo Altalegre, Jôce Mendes, Márcia Vinagre, Tony Ferreira, com participação de Juliana Malveira, Eduardo Gomes, Rafaela Martins, além dos atores mirins Joaquim Margarido e Milyanne Thaumaturgo.

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email