7 de maio de 2021

CMM define vereadores para compor comissões técnicas

A CMM (Câmara Municipal de Manaus) já definiu os membros das 21 comissões técnicas, com seus respectivos presidentes, vices e suplentes, para os próximos dois anos, de 2021 a 2022.

A eleição aconteceu na quarta-feira (10). As comissões ficarão responsáveis pela análise de temas dos mais diversos, de interesse do município. E ainda vão dar parecer a projetos de lei apresentados pelos parlamentares e pela prefeitura de Manaus.

Estarão sob análise temas relevantes como saúde, transportes, educação, obras públicas, finanças, entre outros assuntos prioritários. Cada comissão terá sete membros titulares e cinco suplentes, podendo cada vereador integrar até seis colegiados e ser presidente de duas, segundo a Câmara.

“Temos um compromisso com a cidade, e nosso objetivo é analisar obrigatoriamente a constitucionalidade e o texto da redação de cada projeto, e vamos seguir com essa missão buscando sempre o melhor para Manaus”, ressaltou o vereador Joelson Silva (Patriotas), que vai presidir a CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação), uma das mais importantes do Legislativo municipal.

A CCJR é a porta de entrada dos projetos. E a tramitação das matérias pelos outros canais depende diretamente dos pareceres dessa comissão. Daí sai a decisão que pode abrir o caminho para a costura de acordos com uma possível aprovação adiante.

A CFEO (Comissão de Finanças, Economia e Orçamento) será presidida pelo vereador Lisandro Breval (Avante). Ele disse encarar com grande desafio a nova função por ser um parlamentar de primeiro mandato.

“É com muita responsabilidade que assumo esse papel, é uma das comissões mais importantes e nesse período de pandemia ela vai ser bastante requisitada, espero dar o melhor e juntos com os demais membros analisar todas as propostas com bastante atenção”, salientou o parlamentar.

Numa época em que Manaus vive a pior crise sanitária de sua história por conta da pandemia de Covid-19, a Comissão de Saúde terá, provavelmente, maior visibilidade na Câmara. Segundo parlamentares, as cobranças serão muitas nesse momento tão crucial em que a pandemia deixa um rastro de mortes, tristeza e desesperança.

“É preciso ter um conhecimento sobre a comissão que você assume, e essa é minha especialidade, a saúde coletiva, e nós estaremos fiscalizando e discutindo melhorias para a Semsa (Secretaria Municipal de Saúde), disse o vereador Daniel Vasconcelos  (PSC), escolhido para presidir a Comissão de Saúde.

Ele acrescenta que o trabalho será árduo e exigirá muita dedicação. “Vivemos uma crise sanitária enorme e isso merece uma visão de pessoas que conhecem do assunto para podermos colaborar com ideias para minimizar os impactos causados pelo novo coronavírus”, acrescentou o parlamentar, que é dentista de formação.

Já no sexto mandato, a vereadora Glória Carrate (PL) vai comandar a Comissão de Ética da Câmara Municipal. E o vereador Professor Fransuá presidirá a Comissão de Educação do Legislativo.

Na avaliação de analistas políticos, o prefeito David Almeida (Avante) não encontrará tanta resistência na aprovação de projetos no plenário da CMM, tendo com presidente da Casa o vereador Davi Reis (Avante), grande aliado político e defensor de suas mesmas ideias, desde a época da campanha eleitoral.

“São todas medidas para tornar Manaus uma cidade melhor para se viver. Prestaremos contas de nossas ações diariamente à população. Qualquer pessoa pode conferir nosso trabalho no portal da transparência que está à disposição de todos na internet”, ressaltou o prefeito David Almeida.

Foto destaque: ROBERVALDO ROCHA / CMM

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email