Cineastas vão filmar na Cabeça de Cachorro

Na próxima quinta-feira, 11, uma equipe de cineastas da produtora independente Carmela Conteúdos começa uma viagem de duas semanas pela selva amazônica para captar imagens para o documentário “A Olhos Vistos” (roteiro e direção de Teca Eça e Raquel Almeida Prado).
O ponto de partida será o município amazonense de São Gabriel da Cachoeira, o terceiro maior do país em extensão territorial, situado no coração da região conhecida como Cabeça do Cachorro. Com 20 mil quilômetros quadrados, na fronteira entre Brasil, Colômbia e Venezuela, o local, a 1.146 quilômetros de Manaus por via fluvial, abriga 23 etnias indígenas – todas já em adiantado processo de convívio com as sociedades brancas.
O filme será construído a partir de relatos de histórias de cura de doenças físicas e espirituais, envolvendo índios e brancos. Essas pessoas, graças a uma convivência tão rica em uma área tão distante, desenvolveram identidades culturais híbridas, caso do enfermeiro gaúcho que alia a medicina ocidental ao curandeirismo local. “Nos primeiros dias de viagem, vamos conhecer pessoalmente os personagens já contatados, a maior parte deles, das etnias tukano e baniwa”, diz Teca. “Depois de filmá-los, iremos pegar um barco e viajar pelo rio Negro em busca de novas histórias”, completou Raquel.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email