Chineses se despertam para potencialidades do Amazonas

Dois dos mais importantes líderes empresariais chineses solicitaram na quarta-feira à Embaixada do Brasil na China que inicie o processo de emissão de vistos para que possam visitar Manaus nos próximos meses com suas comitivas, para prospectar futuros negócios. O pedido foi feito depois da palestra proferida pela delegação do Amazonas, comandada pelo governador Eduardo Braga, no primeiro compromisso oficial em Pequim.

O vice-presidente da Câmara Geral de Comércio da China, Jim Min, representante de 70 mil empresas chinesas, e o presidente da ICCOC, Marton Tomgyi, que representa 20 mil empresas da província de Tian Jin, a nova fronteira econômica do país, manifestaram pessoalmente ao governador Eduardo Braga a intenção de vir ao Amazonas durante almoço após a conferência realizada no hotel Grand Hyatt.

Os secretários de Estado Denis Minev (Planejamento) e Virgílio Viana (Desenvolvimento Sustentável) foram os responsáveis por mostrar aos chineses as oportunidades de investimento no Amazonas. Ao governador coube um discurso mais político, que procurou evidenciar as potencialidades da ZFM (Zona Franca de Manaus) e o convite para que os empresários conheçam o Estado do Amazonas.

Os chineses cobraram da Embaixada Brasileira em Pequim, representada no evento pelo ministro-conselheiro Carlos Alberto Den Hartog, mais agilidade na liberação de vistos e demonstraram especial interesse na ZFM e nas potencialidades naturais, a exemplo do empresário Zhon Yujian, que procurou saber sobre a possibilidade de investimento em produtos fitoterápicos.

Até mesmo organizadores das Olimpíadas de Pequim 2008 estavam no evento e procuraram saber de que forma o discurso ambiental poderia ser utilizado por eles na maior competição esportiva do Planeta. Shine Zhang, gerente da Latinte, empresa que organiza a Olimpíada, conversou com o governador sobre o assunto e o convidou para conhecer as obras que estão preparando Pequim para o ano que vem.

“Temos hoje US$ 16 bilhões em negócios bilaterais, que podem crescer. O governador do Amazonas veio em boa hora”, disse o ministro Carlos Alberto. “Estamos apenas começando um trabalho de convencimento. Ainda temos muito o que fazer”, acrescentou Braga, que destacou a presença de empresas chinesas, como a Gree e a AOC no PIM (Pólo Industrial de Manaus).

“Queremos saber onde investir e Manaus pode ser uma grande opção”, disse o executivo de marketing da Crystal Computer Graphics, Chan Wai Kit.

Mais de 40 investidores chineses, de diversos setores, assistiram esta que é a primeira de uma série de palestras que a delegação amazonense fará em cinco cidades chinesas nos próximos dez dias. “Estamos plantando sementes aqui que já germinaram no Japão, por exemplo. Logo, logo, estaremos colhendo os frutos”, disse braga no final do encontro.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email