19 de abril de 2021

Brasil quer recuperar nível de exportações para os EUA

Depois de perder para a China o posto de principal comprador do Brasil, os Estados Unidos podem recuperar a liderança entre os destinos das exportações brasileiras em 2010

Depois de perder para a China o posto de principal comprador do Brasil, os Estados Unidos podem recuperar a liderança entre os destinos das exportações brasileiras em 2010. Segundo o secretário de Comércio Exterior do Mdic (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), Welber Barral, a possibilidade existe com a retomada das vendas para o mercado norte-americano em 2010.
Apesar de ressaltar a recuperação do comércio com os Estados Unidos, o secretário disse não acreditar que as exportações para aquele país voltarão aos níveis de 2008, quando atingiram US$ 27,6 bilhões.
“Em 2010, os Estados Unidos podem voltar a ser o primeiro destino das mercadorias brasileiras. Mas não temos a ilusão de retornar ao nível de 2008”, frisou o secretário. Por causa da crise econômica, os norte-americanos compraram US$ 15,7 bilhões do Brasil em 2009, 43,1% a menos que no ano anterior.

Comportamento da indústria

Segundo Barral, a recuperação das exportações para os Estados Unidos dependerá, em grande parte, do comportamento da sua indústria, que usa matérias-primas brasileiras. A atividade da indústria está muito atrelada ao desempenho da economia como um todo. Então, o crescimento das exportações brasileiras depende muito de como os Estados Unidos sairão da crise.
Por enquanto, o Ministério do Desenvolvimento trabalha com as estimativas do FMI (Fundo Monetário Internacional), que prevê crescimento de 1,5% da economia norte-americana em 2010. Apesar do crescimento modesto, o secretário afirmou que o governo brasileiro concentrará esforços na retomada das vendas para os Estados Unidos.
Em 2009, a China se tornou o primeiro destino das exportações brasileiras, tendo comprado US$ 19,9 bilhões do país US$ 3,5 bilhões a mais que em 2008. Os Estados Unidos ficaram em segundo lugar e a Argentina foi o terceiro maior comprador do Brasil, com US$ 12 bilhões no ano passado. Em 2008, o Brasil tinha vendido US$ 17,6 bilhões para o país vizinho.
Foi a primeira vez, desde o fim da Segunda Guerra Mundial, que os Estados Unidos não foram o principal mercado para os produtos brasileiros. Apesar disso, o Brasil continuou a comprar mais desse país do que de outros. No ano passado, as importações de mercadorias norte-americanas somaram US$ 20,2 bilhões, contra US$ 15,9 bilhões da China e US$ 11,3 bilhões da Argentina.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email