24 de fevereiro de 2021

Bolsas fecham em alta com petróleo, bancos e FED

A decisão do FED, ontem , foi recebida com euforia nos EUA, que se reflete ainda nos negócios de ontem, além de ter beneficiado as Bolsas asiáticas.

As bolsas européias fecharam em alta ontem, com os ganhos nos setores financeiro e de commodities, impulsionados pelo corte de juros do Federal Reserve (Fed, o BC americano) ontem, elevando as expectativa de crescimento na demanda nos EUA.
A Bolsa de Londres subiu 2,81% e fechou com 6.460 pontos; a Bolsa de Paris teve alta de 3,27% e ficou com 5.730,82 pontos; a Bolsa de Frankfurt avançou 2,32% e foi para 7.750,84 pontos; a Bolsa de Milão teve ganho de 2,10% e fechou com 31.172 pontos; a Bolsa de Amsterdã teve baixa de 2,36%, fechando com 543,54 pontos; e a Bolsa de Madri caiu 2,99%, indo para 1.590,99 pontos.
A decisão do Fed ontem foi recebida com euforia nos EUA, que se reflete ainda nos negócios de hoje, além de ter beneficiado as Bolsas asiáticas. As européias abriram em alta e seguiram no azul durante todo o dia.
Com o corte de juros do BC americano, a expectativa é que o crédito a consumidores e empresas fique mais barato, estimulando consumo e investimentos -e impedindo que a economia entre em uma recessão. Os mercados financeiros no mundo todo vêm passando por uma onda de abalos causados pelos problemas no mercado de hipotecas de risco nos EUA. O aumento da inadimplência provocou desconfiança entre investidores e clientes, o que levou algumas empresas especializadas nesse tipo de hipoteca (conhecido como “subprime”) fechassem as portas.
O setor petrolífero foi um dos beneficiados ontem com o otimismo dos investidores. Os papéis da British Petroleum, da francesa Total e da Royal Dutch Shell subiram, com o preço do petróleo no patamar de US$ 82 -o corte de juros do Fed elevou as previsões de consumo de combustível nos EUA, o que pressionou a cotação da commodity.
No setor financeiro, os ganhos foram registrados nas ações do Société Générale (+6,9%), do UBS (+3,6%) e do BNP Paribas (+5,1%).
A Bolsa de Tóquio recebeu com otimismo, com uma alta de 3,67% no fechamento de ontem, a decisão do FED de reduzir em meio ponto a taxa básica de juros e reduzir a crise financeira. O índice Nikkei 225, índice de referência do mercado japonês, encerrou o dia com 16.381,54 pontos.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email