Avanço nas vacinas para frear a covid-19 anima mercados globais

As bolsas asiáticas encerraram a sessão desta segunda-feira em alta, bem como as bolsas europeias. O clima de maior apetite ao risco também é verificado nos EUA, com os Índices das bolsas de NY também apresentam valorização, com investidores monitorando esforços de epicentros do coronavírus, incluindo Nova York, Itália, Espanha, para reabrir suas economias após longos períodos de bloqueio e digerindo também, os comentários do presidente do banco central norte-americano Jerome Powell, que apoia expectativas de injeção de estímulos e, adicionalmente, refletem as esperanças com avanços sobre vacina para frear a covid-19.

Também os preços dos contratos de petróleo no mercado futuro são beneficiados pelas perspectivas de reabertura econômica, em meio a relatos de melhora na demanda da China, que deu indicações de que vai implementar mais medidas macroeconômicas. Os contratos futuros da commodity operam em alta consistente nesta manhã. Além disso, o cumprimento dos cortes de produção além do acordado pela OPEP+ e outros produtores globais tem surpreendido e deve ajudar os preços do petróleo a permanecer em uma trajetória de recuperação. O dólar recua desde cedo em meio a uma realização parcial de ganhos recentes, estimulada pelo otimismo no exterior.

No Brasil, além do exterior mais positivo, os investidores devem monitorar o cenário político em meio à escalada do coronavírus no Brasil. Além disso, os investidores devem seguir acompanhando a safra de balanços corporativos do 1T20.

Nesta semana serão conhecidos os números de Marfrig, Usiminas, Unidas, Renner, dentre outros. Às 13:20 horas, o Ibovespa negociava aos 80.170 pontos, com alta de 3,4%. Entre as ações as  companhias aéreas (que tiveram forte realização nas últimas semanas)  e Petrobras ON situavam-se  entre os destaques de alta e as ações de papel e celulose e proteína animal, que tem forte exposição a exportações, e que nos últimos pregões tiveram valorizações importantes,  tinham as maiores quedas.

Fonte: Redação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email