Pesquisar
Close this search box.

Antologias para quem gosta de poesias

O Clam (Clube Literário do Amazonas) encerra 2022 com mais um grande evento: o lançamento de duas antologias com a participação de poetas do Clube: ‘Onde canta o sabiá’ e ‘Uma poesia para cada noite’. O evento ocorrerá no sábado (17), a partir das 10h, na Biblioteca Pública João Bosco Pantoja Evangelista (rua Monsenhor Coutinho, 529 – Centro – praça do Congresso).

Este ano o Clam comemorou 20 anos e desde o Clube da Madrugada é o grupo de escritores mais atuante na cidade realizando palestras literárias em escolas e universidades e o lançamento de livros. Ao longo dessas duas décadas de existência, o Clam produziu duas antologias próprias, ‘A quinta estação’, comemorativa aos dez anos do Clube e, em outubro passado, ‘Autobiografia’, pela passagem dos 20 anos. Individualmente, seus integrantes já publicaram mais de 20 livros e, sempre que possível, participam de antologias, como agora.

“A Lura Editorial e a Lura Publishing lançaram editais para selecionar autores de todo o país visando a publicação do bilíngue ‘Onde canta o sabiá’ e ‘Uma poesia para cada noite’. Tive a iniciativa de participar do edital de ‘Onde canta o sabiá’ e convidei o Miguel de Souza. Na publicação do resultado, tivemos nossos poemas selecionados para esse título bilíngue e narrado por Igor Alisson, lançado em Orlando/Flórida, nos Estados Unidos e, em seguida, na 26ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, que ocorreu em julho deste ano”, falou Álvaro Smont, presidente do Clam.

Empolgados por terem sido aprovados para integrar o time de poetas em ‘Onde canta o sabiá’, Álvaro e Miguel decidiram participar da edição de ‘Uma poesia para cada noite’, agora convidando os poetas Nelson Castro e Gracinete Felinto para também ingressarem no edital. As poesias dos quatro foram selecionadas para esta segunda antologia.

Satisfeitos com a Lura

‘Onde canta o sabiá’ é inspirado na ‘Canção de Exílio’, de Gonçalves Dias, poesia romântica de 1843. O livro traz uma releitura sob o olhar de novos poetas do Brasil, explicitando a beleza de um canto do pássaro que poeticamente se torna ícone de um lugar, lugar este onde vivemos e outrora sentimos saudade, assim como Gonçalves Dias, que se encontrava em Coimbra relembrando do Brasil, quando escreveu ‘Canção do Exílio. ‘Uma poesia para cada noite’, sucede a antologia anterior publicada pela Lura Editorial cujo título era ‘Uma poesia para cada dia’. Este segundo livro traz o olhar distinto de cada autor sob o elemento noite, seja para o momento de descanso e renovação das energias no tempo taciturno, ou para os que buscam as euforias festivas na magia da noite. ‘Uma poesia para cada noite’ é um título metafórico, não traz necessariamente 365 poemas, mas carrega a síntese da temática proposta em 205 páginas com sonetos, versos livres, lirismos e narrativas.

A Lura Editorial foi fundada no início de 2013 por Roger Conovalov, com sede em São Caetano do Sul/SP. A editora publica os diversos gêneros literários e atende autores de todo Brasil.

“É a primeira vez que fizemos algo com a Lura e ficamos bastante satisfeitos com o resultado final, pois a editora possui uma equipe editorial com alta qualificação e profissionalismo no processo de editoração, sem falar que eles ainda têm a Lura Publishing, publicando livros em inglês”, disse Álvaro.

“Para quem escreve livros, e quer ser lido pelo máximo de leitores, participar de uma obra bilíngue é alcançar mais pessoas em outros países, e falando outro idioma, numa cultura diferente da nossa. Isso é excelente para que autores se projetem no cenário internacional”, completou.

Melhor caminho

Participar de antologias é o melhor caminho a seguir pelos escritores que pretendem mostrar seu trabalho, mas não têm dinheiro para ‘bancar’ a edição de um livro.

“É isso mesmo. É a oportunidade para publicar um texto inédito com baixo custo, interagir com outros autores e ter a satisfação de integrar projetos bem elaborados dentro de uma produção editorial. Alguns autores do Clam participam sempre de antologias embora tenham livros próprios já lançados, como Miguel de Souza, Tainá Vieira, Thiago Hakiy, entre outros. Em outubro passado o Clam lançou, na Feira de Livros do Sesc, sua segunda antologia, ‘Autobiografia’, com 20 participantes, para congratular os 20 anos de sua fundação”, informou.

Nos lançamentos deste sábado, a curadoria é de Álvaro Smont e Nelson Castro. Na programação será lançado, além de ‘Onde canta o sabiá’ e ‘Uma poesia para cada noite’, o livro autobiográfico ‘Tempo giusto’, do maestro Hilo Carriel. O evento inicia com o momento poético e em seguida haverá o diálogo com os autores. A artista visual Sophia Diniz fará exposição de suas telas e apresentará a tela que reproduz a arte da capa de ‘Uma poesia para cada noite’, do ilustrador Rafael Nobre.

Os três livros podem ser adquiridos com os autores no local do lançamento, ou solicitados pelo WhatsApp 9 8410-0550.  

***

Evaldo Ferreira

é repórter do Jornal do Commercio
Compartilhe:​

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Notícias Recentes

Pesquisar