Pesquisar
Close this search box.

Crescer

Ao depararmos com a notícia de que os pedidos de compras em supermercados por consumidores cresceram, bem demonstra que a reabertura do comércio para determinada classe social fora de pouca importância; uma vez que esta  ao alterar seus hábitos criara outro “modus vivendi”. Além de ter contribuído para a diminuição da fila nos supermercados, ainda exigira deste nova postura interna; obrigando a um avanço da tecnologia para a satisfação do cliente, sempre em primeiro lugar. Estudo recente aponta que “de janeiro a junho de 2021 o número de pedidos cresceu 58,39% em relação ao mesmo período de 2020; caindo para 23,9% de julho a dezembro de 2021”. E, conforme a Bain  & Company “em 2021 cerca de 76% dos brasileiros passaram a fazer compras online”. As perguntas cabíveis são: fora  mais vantajoso para o consumidor ou para o industrial? Quando o consumidor terá atenção especial no sistema “online”?

Por isso, não é de se estranhar que o segmento de serviços crescera 1,4% no mês de dezembro de 2021, em comparação com novembro; tendo encerrado o ano com alta de 10,9 %; o que  representara um “recorde da série histórica iniciada em 2012”, conforme IBGE. É de se registrar que o segmento atinente aos “serviços prestados às famílias”, no qual se inclui o atendimento “on line”, apresentara um aumento significativo na ordem de 18,2%; o que por si só revela a capacidade do consumidor em enfrentar e superar os obstáculos advindos da pandemia; bem como aqueles impostos por governadores e prefeitos mal intencionados ou contrários aos interesses da população. Tanto isto é verdade, que quase todos são execrados as poucas vezes que saem em público.

Por outro lado, 65% dos que atuam no setor de serviços em seu todo responderam à pesquisa que “aumentar as vendas e a gestão financeira são as maiores dificuldades”; enquanto que “44,2% dos empreendedores responderam que tiveram ganhos econômicos no período da pandemia”, in Gazeta do Povo de 10/02/022. E para finalizar 84,8% tiveram sucesso em 2021.

Não há motivos para o povo brasileiro não ser otimista: Ministro Tarcísio da aula de administração, governo federal entrega obras semanalmente; não haverá controle da mídia; o nordeste é só gratidão: governo fizera em três anos sem roubar o que os socialistas não fizeram em 16 anos de poder. Este pertence ao povo eleitor de Bolsonaro  sempre atacado diuturnamente pela mídia derrotada nas urnas de forma covarde desde que tomara  posse. Ignorar as  realizações de um governo honesto é  revelar sua podridão de caráter e  afastar -se dos princípios cristãos que embasam a formação moral e ética  do ser humano.

Compartilhe:​

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Notícias Recentes

No data was found
Pesquisar