Chegou o Ano Novo! Bem-vindo, 2022!

Adeus, 2021; A DEUS 2022! Estamos nos primeiros 3 dias do Novo Ano que acaba de nascer. Muitas perspectivas, sonhos e projetos da parte de todos nós. Contudo, para planejarmos o futuro, precisamos avaliar o passado, corrigir rotas e aprimorar as ações. Em qualquer área de nossas vidas. A primeira dádiva que temos é a oportunidade de termos entrado com vida neste novo ano, o que infelizmente nem todos puderam fazer, inclusive alguns entes muito queridos nossos. Contudo, a verdade é que enquanto temos fôlego de vida é porque DEUS ainda tem grandes coisas a realizar em nós e através de nós, para sermos bênçãos às demais pessoas também.

O ano de 2021 foi um ano de muitos desafios e dificuldades, nos mais diversos aspectos; em todo o mundo. Conflitos entre nações, ataques terroristas e óbitos decorrentes da Covid- 19 foram alguns dos acontecimentos muito difíceis ocorridos naquele ano. No Brasil, as adversidades foram inúmeras também. Além da questão das variantes do novo Coronavírus que surgiram, cito principalmente a crise de oxigênio ocorrida em Manaus e amplamente divulgada a nível internacional, onde o sistema de saúde da capital e interior amazonense colapsou e não conseguiu atender a demanda de internações necessárias e de oxigênio hospitalar, gerando verdadeiras cenas de desespero e terra arrasada. Muitas pessoas no Brasil e fora do País se mobilizaram para ajudar o Poder Público na aquisição e doação de cilindros de oxigênio. 

A logística peculiar do Amazonas foi um dos entraves para a celeridade na chegada dos utensílios aqui, uma vez que, até hoje, a forma de acesso ao Estado se dá exponencialmente por meio aéreo, uma vez que ainda carecemos de um modal rodoviário que nos permita estar interligados ao restante da Nação por via terrestre. Infelizmente há uma militância radical, inclusive em órgãos públicos, que procura gerar entraves para impedir o asfaltamento da BR – 319, por exemplo; uma estrada já existente há décadas e que precisa apenas ter sua área total asfaltada (não vamos discorrer sobre o tema neste momento, mas faz-se necessária este registro).

Mesmo em meio a tantas adversidades e perdas, o ano passado também foi de conquistas, especialmente se considerarmos o novo estilo de vida que a pandemia da Covid-19 impôs a cada um de nós. No âmbito esportivo, por exemplo, tivemos a realização das Olimpíadas do Japão, que haviam sido adiadas de sua data original (2020) por causa do vírus pandêmico. Apesar da restrição/limitação de público, do acompanhamento contínuo das delegações por meio de exames e vacinas, o maior evento do esporte na história voltou a ser realizado. Notícias boas também tivemos em nosso Estado, como o avanço na vacinação das pessoas contra o novo Coronavírus, inclusive com incentivos e campanhas governamentais para este fim, tanto no Estado quanto no Município, por meio de ações diversas.

Diante desta reflexão e das lições que ficaram acerca do que ocorreu no ano que cessou, agora é hora de ‘virarmos a página’. Não será possível esquecer tudo o que se viveu, mas precisamos prosseguir, pois o nosso futuro está com as suas “linhas” todas em branco, esperando as letras e palavras que serão “escritas” através de nossas atitudes a partir de agora. O passado já findou, mas os 365 dias a partir de agora estão intactos à nossa frente. Não é clichê e nem frase de efeito, mas a verdade é uma só: precisamos fazer o nosso melhor em cada dia, como se fosse o último de nossa existência. 

As perspectivas para 2022 são grandes: avanço nas vacinações e tratamentos contra a covid-19 e outras doenças, a realização de eventos de grande alcance, como a Copa do Mundo de Futebol, as Eleições Gerais no Brasil e o progresso em infraestrutura, pesquisa, turismo e diversificação econômica em Manaus e no Amazonas. Mas acima de tudo isso está o Principal, que é o fato de nós, enquanto cristãos, colocarmos DEUS em Primeiro Lugar em cada decisão e atitude que tomarmos, para que ELE nos guie sempre com a Sua Suprema Sabedoria; de forma que nossas motivações sejam em todo o tempo justas e priorizando o bem-estar de todos ao nosso redor também. Para isso acontecer é imprescindível que façamos a nossa parte e nos esforcemos, por meio de tudo aquilo que estiver ao nosso alcance, para que então sejamos: pessoas melhores, cidadãos atuantes em prol do que é correto e legal e seres-humanos que amam e expressam este amor, buscando a JESUS sobre todas as coisas e amando ao próximo como a nós mesmos.

Compartilhe:​

Qual sua opinião? Deixe seu comentário