Turista reprova serviços públicos de Manaus

O segmento de turismo em Manaus continua tropeçando nos problemas de infraestrutura da cidade para atender melhor os visitantes. Os serviços públicos foram apontados como os grandes responsáveis pela insatisfação dos turistas (tanto do Brasil como do exterior), de acordo com a última pesquisa da Fecomércio/AM (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Amazonas) divulgada ontem.

Mobilidade urbana

A sondagem, realizada no mês de abril, avaliou o
comportamento do turismo na região metropolitana de Manaus e destacou itens como asfaltamento, limpeza, segurança e transporte público como os principais pontos negativos percebidos por quem visita a cidade.
“Mobilidade urbana e infraestrutura são problemas antigos, que se tornam ainda mais graves com a proximidade da Copa” enfatizou o assessor econômico da entidade, José Fernando da Silva.
Segundo a Sindetur/AM (Sindicato das Empresas de Turismo no Estado do Amazonas), o desempenho do setor está ligado à qualidade dos serviços públicos tanto durante o Mundial como no período posterior. “O nível de exigência dos turistas, no período, será alto e é da impressão deles que dependerá a movimentação turística no ‘pós-Copa’. É isso que vai impulsionar o setor”, avaliou o presidente do sindicato, Mário Tadros.
De acordo com o dirigente, para atingir esse objetivo, tanto o poder público quanto o setor privado devem fazer sua parte com antecedência. “Improviso não vai funcionar para a Copa e nem para os moradores da cidade no pós-Copa”, criticou o executivo.

Faltam eventos e divulgação, dizem empresários

O levantamento da Fecomércio/AM também destacou a ausência de eventos culturais e empresariais e a falta de uma melhor divulgação de Manaus no Brasil e Exterior, como dois dos principais problemas enfrentados pelos empresários do setor na cidade.
“Outro ponto é a reorganização do calendário de eventos da cidade. O que acontece é que em algumas datas há três eventos acontecendo ao mesmo tempo na cidade que lotam os hotéis. Com isso garantiríamos, mais quartos disponíveis e um atendimento melhor e de qualidade”, apontou o executivo de contas da Rede Manaus Hotéis, Arthur Ximenes.
Mário Tadros declarou que da parte da iniciativa privada estão sendo feitos investimentos em novos hotéis e na formação de capital humano como principais armas para contornar os problemas da cidade e atrair turistas.

Aprovação supera os 89%

Mesmo com os problemas de infraestrutura da cidade, o turismo obteve um bom resultado no mês de abril. A avaliação de Manaus foi satisfatória tanto na opinião do turista nacional quanto do estrangeiro – 89,2% e 90,9%, respectivamente.
Entre as motivações da viagem para o Amazonas se destacam principalmente a procura por atrativos naturais e culturais, levando os turistas a visitarem cidades como Presidente Figueiredo (a 107 km de Manaus) e Parintins (a 325 km).
Quando perguntados se recomendari‑ am a capital amazonense como local de turismo, mais de 60% dos entrevistados responderam afirmativamente.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email