Turismo gerou mais emprego e renda em todo o Brasil, registra ministério

Graças à inovação na condução de políticas públicas, com um modelo de gestão descentralizado e orientado pelo pensamento estratégico do Ministério do Turismo, muitos brasileiros tiveram a oportunidade de realizar viagens para diversos destinos turísticos em 2007. Deve-se considerar, ainda, o principal objetivo do governo federal: o desenvolvimento do turismo como uma atividade econômica sustentável.

No ano passado, os recursos orçamentários investidos em infra-estrutura do turismo somaram R$ 1,1 bilhão. O dinheiro foi aplicado em melhoria e recuperação da infra-estrutura de 2.572 municípios nos 26 estados e no Distrito Federal , com ações focadas para o saneamento básico, reurbanização de orlas marítimas, fluviais e urbanas, melhoria de acessibilidade e da sinalização turística, recuperação de mercados, museus, casas de culturas, centros de artesanato, centros de convenções ou eventos, centros de informações turísticas, bem como em escolas de qualificação destinadas aos profissionais dos setores de hotelaria e gastronomia nos estados do Amazonas, Bahia, Santa Catarina e São Paulo.

Também foi contemplada a ampliação e reforma de quatro aeroportos nos estados do Ceará, Maranhão, Mato Grosso e São Paulo, bem como a construção do terminal Rodoviário Internacional de Rio Branco, no Acre.

Promoção no exterior

Ainda em 2007, foi lançada a segunda fase do Plano Aquarela – Marketing Turístico Internacional do Brasil, que definiu as bases para todas as ações de divulgação do País no exterior até 2010. O Plano tem como um de seus principais objetivos inserir o Brasil entre os 20 maiores destinos turísticos do mundo. Nas ações de promoção de destinos brasileiros, a Embratur investiu recursos recordes (campanhas publicitárias, participação em feiras e eventos, ações voltadas para operadores de turismo etc).

O tempo de permanência dos visitantes e o gasto médio no Brasil aumentaram. Dados do final de 2007 indicaram a entrada recorde de divisas em moedas estrangeiras (US$ 4,9 bilhões).

Ressalta-se, ainda, outros números importantes, indicados no final do ano, como o desembarque de 6,5 milhões de passageiros de vôos internacionais, 2% superior ao número de passageiros desembarcados em 2006. Em relação aos vôos domésticos, em dezembro, a expectativa era chegar a 50 milhões de desembarques de passageiros, 7% a mais do que o apurado no ano de 2006.

Qualificação e certificação

O Departamento de Qualificação e Certificação e de Produção Associada ao Turismo encerrou 2007 com apoio a 97 projetos, num total de R$ 66,4 milhões de investimentos, beneficiando 166,2 mil pessoas, 95 atividades incubadas e 1.050 empreendimentos em parceria com estados, municípios, iniciativa privada e ONGs.

Dentre as ações do departamento, destaca-se a implantação de Restaurantes-Escolas, com as primeiras oito unidades em andamento, nos estados de São Paulo e Santa Catarina.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email