Solaris Brasil tem presença nas operações

A Solaris volta a apostar na ampla visibilidade da Rio Oil&Gas Expo and Conference, que acontece de 15 a 18 de Setembro, no Riocentro – Centro de Convenções do Rio de Janeiro. “Nossa expectativa é nos aproximar ainda mais das empresas que estão crescendo e investindo no setor, apresentando inúmeras soluções para trabalhos específicos e cada vez mais flexíveis e precisos, bem como para empresas prestadoras de serviço, que também são extremamente importantes nesta área”, disse Paulo Esteves, diretor-comercial da empresa.
Presente de forma permanente ou temporária em aproximadamente 80% de todas as operações com Oil & Gás no país, a Solaris atua em praticamente todas as capitais das regiões Sul, Sudeste e Nordeste. Trata-se de um universo amplo a ser explorado, que vai desde a extração e produção On & Off Shore, passando pelo transporte de matéria bruta, refino e beneficiamento, transporte de produto acabado, além da distribuição pesada, armazenamento e distribuição capilar para consumo final. Nessas operações, as plataformas aéreas, grupos geradores e máquinas de movimento de terra são amplamente utilizadas.
Segundo Esteves, “existe uma diversidade muito grande de equipamentos, tais como plataformas aéreas, que atuam em até 43 metros de altura; os geradores, que podem fornecer desde 50 até 2.500 KVA ou até mesmo uma usina térmica com potência maior; e as máquinas de terra, que possibilitam todo o preparo de terreno para construções ou o acesso e escavações para dutos de Oil & Gás”.
Para trabalhos de manutenção, como inspeções, solda, pintura, montagens e outros, as plataformas aéreas são fundamentais. Os grupos geradores são utilizados para o fornecimento de energia em regiões remotas ou sem disponibilidade da energia proveniente do sistema interligado das concessionárias, além de fonte alternativa de energia em paradas ou desligamentos programados de plantas para manutenção. Para construções de novas plantas e para instalações de gasodutos, entram em ação as máquinas de movimento de terra.
Sandro Gianello, gerente da filial Rio de Janeiro, prevê um cenário próspero para o setor. “Com as novas descobertas de reservas de petróleo e gás no sudeste do Brasil, haverá um incremento incrível no desenvolvimento de negócios nesta área dentro dos próximos cinco anos, até que a exploração e o refino dos recursos naturais sejam bem aproveitados”, avaliou.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email