Prefeitura torna vacinação contra Covid-19 obrigatória aos servidores municipais

Todos os servidores da prefeitura, estagiários e empresas que prestam serviços ao município serão obrigados a se vacinar contra a Covid-19, segundo determina um decreto assinado, ontem, pelo prefeito de Manaus, David Almeida (Avante).A decisão foi publicada no DOM (Diário Oficial do Município) nessa terça-feira (02). Segundo o prefeito, as medidas fazem parte do plano de contingenciamento para frear o avanço do novo coronavírus que já matou mais de 15 mil pessoas só no Amazonas e pelo menos 580 mil em todo o País.

Agora, o servidor deverá apresentar o comprovante de imunização no órgão ou entidade pública municipal quando solicitado. A exigência só não valerá para os que, por motivo comprovado de saúde, não possam ser imunizados contra o coronavírus, informou a prefeitura.

Entre outras exigências, o decreto observa que o “poder público tem o dever de garantir a saúde de todos mediante políticas que visem à redução do risco de doenças e outros agravos, a emergência em saúde pública de importância internacional declarada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e os riscos, ainda elevados, de infecção pelo novo coronavírus no contexto atual da pandemia”.

David Almeida explica a decisão de tornar obrigatória a vacinação do funcionalismo. “É mais uma medida de saúde pública que tomamos, pelo bem dos nossos servidores, dos seus familiares e da população, que é assistida por esses trabalhadores nas mais diversas áreas, como saúde, transporte e trânsito”, ressaltou. “Queremos nossos agentes públicos e toda a população vacinados contra a Covid-19 e sabemos que a vacinação é a arma que temos para vencer esse vírus e voltar à normalidade”, acrescentou o prefeito.

De acordo com Almeida, quem não cumprir  a determinação estará sujeito à sanção disposta no Estatuto dos Servidores Públicos do Município (Lei 1.118, de 1º/9/71). “Vamos ajudar a conter o avanço da Covid-19”, afirmou.

A secretária municipal de Saúde, Shádia Fraxe, disse também que a imunização é uma medida essencial no processo de enfrentamento da pandemia. “É necessário termos um percentual elevado da população com o esquema completo de vacinação e a colaboração do servidor público, que divide o ambiente de trabalho com outras pessoas, que atua no atendimento direto à população, precisa ser prioritária”, observou a médica.

Shádia Fraxe alertou que, mesmo estando com 82% da população vacinada com a primeira dose das vacinas, o município precisa insistir nas estratégias de ampliação da cobertura vacinal.

“Temos que continuar orientando, sensibilizando e facilitando o acesso à vacina dos que, por algum motivo, ainda não se vacinaram ou ainda não voltaram para receber a segunda dose dos imunizantes”, afirmou.

Mais vacinas

Na quarta-feira (01), o Amazonas recebeu mais um lote com 19.890 doses de vacinas contra a Covid-19. Os imunizantes do tipo Pfizer foram enviados pelo Ministério da Saúde no âmbito do PNI (Programa Nacional de Imunização) para dar continuidade à campanha de vacinação no Estado.

Divididas em três volumes, as novas doses da Pfizer chegaram na noite de quarta-feira ao Aeroporto Internacional Eduardo Gomes. Sob escolta da PF (Polícia Federal), as vacinas foram transportadas para o Hemoam (Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas), local que oferece acondicionamento da vacina em freezer científico, com temperaturas a -86ºC.

Dados parciais do PNI apontam que 3.314.378 doses foram aplicadas em todo o Estado até a quarta-feira (01), sendo 2.323.168 de primeira dose, 946.050 de segunda dose e 45.160 com dose única.

Segundo o diretor-presidente da FVS-RCP (Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Dra. Rosemary Costa Pinto), Cristiano Fernandes, pela terceira vez no ano, o Amazonas não registrou mortes por Covid-19 na última quarta-feira.

“Os mutirões da campanha Vacina Amazonas, realizados pelo governo do Amazonas, em parceria com as prefeituras municipais, deram um impulso na vacinação em Manaus e nos municípios do interior do Estado”, afirmou ele.

Foto/Destaque: Ruan Souza/Semcom

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email