Praia pode ser candidato à prefeitura

Os mais de 240 mil votos conquistados pelo senador Jefferson Praia, nas últimas eleições de outubro, não o reconduziram ao Senado (posto que conquistou sucedendo ao senador Jefferson Perez – que faleceu em 2008), mas o credenciam para concorrer a qualquer outro cargo nas próximas eleições em 2012. É o que acredita o próprio senador e o PDT, partido do qual é presidente estadual. Em visita ao Jornal do Commercio, Praia fez um balanço dos 2 anos como representante do Amazonas no Congresso Nacional e avisou que vai se preparar para, quem sabe, concorrer à prefeitura municipal.
Faltando dois anos para as próximas eleições municipais, as movimentações políticas já começam a surgir, principalmente, de olho no Executivo municipal. Fazer parte da administração da Manaus subsede de Copa do Mundo em 2014 é uma das motivações das lideranças locais.
Um dos nomes que podem surgir como opção é o de Jefferson Praia, que deixará o Senado, mas avisou que fará estudos e projetos para contribuir com o crescimento de Manaus. “Devo voltar à universidade, participar de movimentos com a sociedade e provocar maiores discussões sobre projetos para Manaus. Não se trata de uma estratégia política, mas pretendo me engajar na solução dos problemas da cidade, com a população. É uma ação democrática”.
Para Jefferson Praia, a administração de Manaus precisa rever objetivos, metas, projetos e a aplicação dos recursos. “Acho que Manaus tem ótimo Orçamento e não deveria ter problemas para aplicá-lo. Não teria problemas de recursos se tivesse boa administração”, afirmou o senador.
Diante da possibilidade de concorrer à prefeitura de Manaus, Jefferson Praia lembra que entrou na disputa pela reeleição ao Senado, sem muitas perspectivas, mas que sua votação expressiva o alçou como uma nova liderança de peso. “Acho que estou preparado para ajudar a cidade a crescer”, concluiu.

Despedida no Senado

Às vésperas de deixar sua cadeira no Senado, Jefferson Praia fez um balanço de sua participação no Congresso. Em dois anos e meio de mandato, Praia é autor de 87 proposições, sendo duas propostas de Emendas à Constituição, 14 Projetos de Lei do Senado, duas Propostas de Fiscalização e Controle, dois Projetos de Resolução do Senado e 67 requerimentos. Destaque para o PLS 371/2008, que introduz no currículo do Ensino Fundamental e Médio a obrigatoriedade de estudos sobre a Amazônia e o PLS 324/2009 que cria o Fundo Garantia-Safra e institui o benefício Garantia-Safra para os agricultores vítimas das enchentes ou secas na Amazônia, entre outros.

Missões

O senador também participou de missões importantes no exterior, como a 14ª e a 15ª Conferência das Partes da Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças do Clima e Protocolo de Kyoto (Cop-14 e Cop- 15) realizadas, respectivamente, em Póznan, na Polônia, e em Copenhague, na Dinamarca.
Participou ainda da reunião da Comissão de Educação do Grupo Brasileiro do Parlamento Latino-Americano (Parlatino), em Quito, Equador.
Mas, segundo o senador, foram as diligências públicas no Estado que permitiram entrar mais diretamente em contato com os principais problemas sociais, econômicos e ambientais do Amazonas.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email