Pará e Amazonas lideram criação de empregos no Norte, informa Caged

No mês de julho, a região Norte foi responsável pela geração de 8.743 empregos com registro em carteira. O resultado de 0,70% de crescimento em relação ao estoque de empregos do mês anterior foi influenciado, em boa parte, pelo número de vagas abertas nos estados do Pará e Amazonas.  
No acumulado do ano, o número de empregos formais na região subiu para 43.880, incremento de 3,63%, com destaque também para estes dois Estados. Os dados fazem parte do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgado na última terça-feira (19) pelo MTE (Ministério do Trabalho e Emprego). As maiores contratações da região ocorreram nos setores da Construção Civil e Indústria da Transformação. É o caso do Amazonas: das 3.529 vagas abertas, 1.330 foram na indústria, ao passo que no Pará, a Construção Civil contratou 1.154 pessoas. Vale ressaltar que neste estado, foram gerados 3.711 novos empregos.  

Postos abertos

Depois do Pará e do Amazonas, líderes na criação de empregos da Região Norte, Rondônia segue em terceiro lugar no ranking, com 908 postos abertos no mês de julho e alta de 0,59% perante junho. Já os Estados do Acre, Amapá e Tocantins fecharam com 343, 240 e 204 novos empregos, respectivamente. A única baixa ocorreu em Roraima, queda de 0,71%. Dados do Caged de julho mostram geração recorde do emprego em duas das cinco grandes regiões: Nordeste, com 40.816 postos (+0,96%) e Sul, com 25.742 vagas (+0,46%).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email