Mais temporários no comércio

Expectativa é acréscimo de 30% no efetivo já a partir do mês de novembro

Começa a temporada de caça aos temporários. O comércio varejista aposta no Natal e deve iniciar a contratação a partir da próxima semana. A expectativa é de um acréscimo de 30% no quadro de funcionários das lojas em novembro e de até 100% em dezembro com as contratações temporárias, das quais cerca de 10% desse pessoal deverá ser efetivado no início do ano, segundo a ACA (Associação Comercial do Amazonas).
De acordo com o presidente da ACA, Ismael Bicharra Filho, o comércio amazonense contrata o ano todo, mas apresenta maior procura em dezembro devido ao aquecimento nas vendas de artigos natalinos para presentes e decorações, principalmente. O varejo deverá contratar 30% a mais que no mesmo período do ano passado.
“O comércio é o setor da economia que mais contrata no Amazonas, o ano inteiro temos vaga disponível. Já em novembro deveremos ter um aumento na contratação equivalente a 30% do efetivo das lojas e em dezembro 100%, o que vai refletir em uma contratação temporária de 30% no comércio em geral neste ano”, estimou o representante da associação.
Segundo Bicharra, esse comportamento atípico em relação aos demais Estados acontece em decorrência do PIM (Polo Industrial de Manaus) absorver os funcionários já qualificados no comércio. “A demanda de contratação no comércio é intensa o ano todo, constantemente contratamos, nós damos treinamento e quando o funcionário está devidamente qualificado, vai para o PIM que oferece benefícios extras, que o setor varejista não tem. Constantemente perdemos para o PIM”, explicou Bicharra.
O presidente da CDLM (Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus), Ralph Assayag estima que em novembro serão contratados dois mil temporários e mais três mil em dezembro. “São cinco mil novos postos de trabalho temporário para suprir o comércio no final deste ano”, informou.
A demanda de vagas no comércio aponta para vendedores (interno e externo), gerente, subgerente, fiscais de lojas e operadores de caixa. Sobre as vendas, Ralph prevê um aumento de 8% na semana de Natal e 7% na semana do Ano Novo.

Indústria de shoppings

De acordo com pesquisa feita junto a associados da Alshop (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping), a indústria de shoppings do Brasil deverá gerar 135.450 empregos temporários em dezembro com foco no Natal. Significa um aumento de 5% em relação ao período natalino de 2012.
Segundo a Alshop a previsão tem como base a abertura de cerca de nove mil lojas neste ano aliado a uma projeção de crescimento de vendas no Natal menor que o verificado no ano passado justifica o menor crescimento de contratação de temporários.
Liderando a demanda natalina, permanece, o segmento de vestuário e calçados impactando em 57% das contratações. Já os setores de móveis, eletrodomésticos e eletroeletrônicos, juntos devem responder por 20% das contratações.
O crescimento de contratação de temporários, em anos anteriores, apresentou as variações de 10% (2009-2010), 7% (2010-2011), 8% (2011-2012) e 5% (2012-2013). Com uma remuneração média oscilando entre R$ 750 e R$ 1.250 para vendedor, caixa, estoquista, repositor e analista de crédito, principais funções procuradas pelos varejistas.

Vendas no Natal

De acordo com o presidente da Alshop, Nabil Sahyoun as vendas devem melhorar no período natalino com menos inadimplência aliada ao controle da inflação. Se comparado o crescimento de vendas no período natalino desde 2010 quando registrou 10%, 2011 cresceu 7% e 2012 e 2013 com o mesmo resultado de 5% a mais, estimados no varejo.
“Tivemos um 1º semestre difícil para o comércio com inflação pressionando preços, refletindo diretamente no abastecimento e renovação de estoques das lojas. Já o 2º semestre com inflação mais moderada, influenciou menos os preços e a redução dos níveis de inadimplência colaboram para a melhoria do movimento de vendas no período natalino”, explicou Sahyoun.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email