Inovação é palavra de ordem do século 21

Para enfrentar os concorrentes e como medida preventiva, evitando-se assim, a própria degolação, torna-se necessário que pequenas e médias empresas, além de valorizar seus recursos humanos, invistam cada vez mais nos mesmos, para que estes possam atuar com muita criatividade e inovação, tra­balhando em prol da melhoria con­tínua, propiciando, assim, que a empresa não só melhore cada vez mais produtos/serviços, mas aumente sua produtividade, obtenha maior lucratividade e faça o diferencial no mercado, mantendo-se competitiva, garantindo, dessa forma, sua sobrevivência de forma sustentável.
Sabedor de que conhecimento, inovação e criatividade são três pilares imprescindíveis para o desenvolvimento e crescimento de qualquer empresa, uma vez que traz consigo maior produtividade, eficiência e eficácia nas ações, o empreendedor investe cada vez mais, e assim, consegue conquistar o sucesso e não só sobreviver, mas permanecer neste mercado globalizado, onde a competitividade é demasiadamente acirrada.
Uma empresa que não inova estará fadada ao fracasso. A inovação é fator sine-qua-non de sucesso. Através da inovação, a empresa tem maior probabilidade de oferecer ao mercado produtos e serviços mais atrativos, destacando-se, sendo líder no que faz, fazendo-se, assim, o diferencial.
A inovação advém de um pensamento criativo e aparece atrelada a exploração de uma idéia, que resulta no melhoramento de produtos/serviços já existentes e/ou na criação de novos produtos/serviços, muitas vezes, decorrentes do arrocho financeiro que as pequenas e médias empresas vivem, gerando o rebento denominado lu­cratividade e tendo como resul­tado maior produtividade, sobrevivência sustentável, vantagem competitiva e maior permanência no mercado.
Inovar sempre é preciso, pois, diante de tantas dificuldades e en­traves existentes na vida da pequena e média empresa, a inovação vem de encontro à sobrevivência e permanência da empresa no mercado, uma vez que além de agregar valor ao produto e/ou serviço, produz um impacto significativo na qualidade, no preço do produto e/ou serviço prestado, bem como na receita da própria empresa, gerando mudança substancial na estrutura de mercado, tornando-se assim, um diferencial competitivo.
Através da inovação as empresas de pequeno e médio porte realizam novas parcerias, agregam valor aos seus produtos/serviços, ganham mercado, receita e vantagem competitiva de médio e longo prazo, o que propicia à mesma sustentabilidade, neste mercado altamente competitivo.
Criatividade e inovação fazem parte da base de sustentação de qualquer empresa do século 21 e requer muita vontade, entusiasmo, dedicação, comprometimento e envolvimento.
A inovação se tornou uma ferramenta indispensável às empresas do século 21 e a ausência de capacidade inovadora, além de constituir um entrave sério na vida de qualquer empresa, compromete a mesma, ditando seus dias de vida no mercado.

MARIZETE FURBINO é formada em Pedagogia e Administração, especialização em Empreendedorismo, Marketing e Finanças. É consultora e professora universitária.
E-mail:[email protected]

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email