Indústria lidera oferta de empregos no AM

A indústria apresentou um melhor desempenho na oferta de postos de trabalho no Amazonas, em junho. Nesse período foram ofertadas 323 vagas e, nos últimos cinco meses, 1.489, correspondendo a um salto de 30% na oferta do setor em relação ao mesmo período de 2010.
Em segundo lugar ficou o segmento de serviços, com oferta de 285 vagas, acumulando, em cinco meses, a criação de 4.289 empregos formais. Em seguida, veio o comércio (211) e a construção civil (94).
No total, ao fim dos cinco meses foram ofertadas 7.266 vagas com uma efetivação de 4.669 empregos em todo o Estado. Os dados são do Sine/AM (Sistema Nacional de Empregos do Estado do Amazonas).
De acordo com diretor do órgão, Paulo Júnior, o desempenho ultrapassou a média do mês passado. “Tivemos um ótimo desempenho da indústria, com a oferta e efetivação das vagas. Tivemos vagas para os mais diversos cargos, desde a linha de produção até técnicos. Acredito que as empresas já estão se preparando para a demanda do final do ano. Já na área de construção civil, com a chegada do verão, acho que teremos um melhor desempenho. Mas, ainda esbarramos no problema da qualificação”, avaliou.

Dificuldades na qualificação

Apesar de apresentar os melhores desempenhos na geração de emprego em junho, indústria ainda tem dificuldades com a qualificação. Mesmo assim, o resultado reflete o processo de fortalecimento do setor. “Apesar do que está acontecendo no mundo, das consequências da crise mundial, do perigo dos EUA estabelecerem uma moratória, a crise na Europa… Graças a Deus a nossa economia tem se mantido aquecida nesse país e haja visto que quando aconteceu a crise dos anos passados em que fomos os últimos a entrar e os primeiros a sair. Houve um aumento do poder aquisitivo e o acesso das classes. Tudo isso influencia no melhor desempenho da indústria, porque se você tem dinheiro para comprar, há a necessidade da demanda da produção”, ponderou o vice-presidente da Fieam (Federação das Indústrias do Estado do Amazonas), Nelson Azevedo.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email