INDÚSTRIA – Cisper encerra atividades em Manaus

Surpresa para os 62 funcionários da empresa Cisper da Amazônia quando ao término da jornada de trabalho na sexta-feira (11), recebem o aviso de encerramento da atividade fabril, através de carta de desligamento.
A Cisper da Amazônia é uma empresa metalúrgica que produzia equipamentos de moldagem para a fabricação de embalagens e utilidades domésticas em vidro no PIM (Polo Industrial de Manaus), onde atuava desde 1990. A fábrica ainda reúne a mais moderna tecnologia de fabricação mecânica relativa a usinagem de materiais, adquirida nos países mais industrializados do mundo. Aliada a equipamentos de alta tecnologia, a Cisper da Amazônia mantinha o seu sucesso através de investimento em recursos humanos.
A empresa empregava 67 funcionários em Manaus que passavam por treinamento constante. Os produtos fabricados pela Cisper da Amazônia atendem ao mercado nacional e uma parcela significativa é exportada para a Venezuela, Porto Rico, Colômbia, Chile, Argentina, Bolívia e Paraguai, entre outros. A Cisper da Amazônia possui Certificação de seu sistema de qualidade pela norma ISO 9002 desde outubro de 1994. Em 2012, a empresa O-I (Owens-Illinois), completa a aquisição da Cisper da Amazônia, a incorporando em sua totalidade. Desde sua implantação no PIM as duas empresas vinham mantendo uma parceria. A empresa O-I é a maior fabricante de embalagens de vidro do mundo e a parceira preferida de marcas líderes de produtos alimentícios e bebidas. Com uma receita de US$ 7,4 bilhões em 2011, a empresa é sediada em Perrysburg, Ohio, EUA, e emprega mais de 24.000 pessoas em 81 fábricas distribuídas por 21 países. A O-I oferece soluções de embalagem de vidro seguras, eficazes e sustentáveis a um mercado global crescente.

Sindicato
Segundo o presidente do Sindmetal (Sindicato dos Metalúrgicos), Waldemir Santana a empresa Cisper da Amazônia entrou com um pedido de desligamento de 62 funcionários alegando inviabilidade na atividade fabril que vinha desempenhando. Então, chegaram a um acordo de término do contrato, para a realização da demissão em massa, sendo firmada uma proposta em forma de pacote de benefícios adicionais que foi oferecida aos colaboradores com o objetivo de minimizar os impactos dessa estratégia do negócio. “Chegamos a um entendimento com a empresa para diminuir o impacto das demissões aos trabalhadores, já que o encerramento da atividade foi inevitável”, explicou Santana ao Jornal do Commercio.

Nota à Imprensa
Em nota a empresa O-I informou ao JC que o setor de embalagens tem se mostrado altamente competitivo, sobretudo no que se refere à busca de produtos e soluções que contribuam para o meio ambiente, para o desenvolvimento de produtos revolucionários e que atendam às exigências do consumidor brasileiro. Seguindo a tendência que vem sendo tomada em todo o mundo, a O-I revisou seu planejamento estratégico e investimentos em áreas que garantam a sustentabilidade dos negócios.
De acordo com a assessoria da O-I com base nessa realidade, e após profundos estudos na cadeia de valor da empresa, foi decidido descontinuar, a partir de 11 de janeiro, as atividades da Unidade de Manaus, sendo que a empresa passará a adquirir moldes e miudezas de fornecedores globais. Os colaboradores estão sendo comunicados e um pacote de benefícios adicionais será oferecido com o objetivo de minimizar os impactos dessa estratégia do negócio.
“Aproveitamos esse momento para reiterar nosso compromisso com o Brasil e explicitar que o País é um dos principais mercados contemplados no plano de crescimento global da empresa. Prova disso, são os investimentos constantes que estão sendo feitos; dedicados à aquisição de empresas do setor, consolidando a posição de liderança da O-I, além de investimentos para o aumento das operações atuais e renovação do parque tecnológico”. (Lead Comunicação)

POR DENTRO – ACORDO SINDICAL

* Assistência médica prorrogada por seis meses;
* Assistência odontológica prorrogada por três meses;
* Seguro de vida individual prorrogado por três meses;
* Colaboradores com cinco anos na empresa terão acrescidos um salário nominal em suas verbas rescisórias;
* Colaboradores com dez anos na empresa terão acrescidos dois salários nominais em suas verbas rescisórias;
* Colaboradores acima de dez anos na empresa terão acrescidos um proporcional de até três salários nominais em suas vernas rescisórias.
* Data de depósito das verbas rescisórias: 18 de janeiro de 2013.
* Data da homologação na sede do Sindmetal: 22 de janeiro de 2013.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email