Implante auditivo, do tipo ‘faça você mesmo’, custa menos de US$1

Dentro da mais pura cultura maker, ou faça você mesmo, o pesquisador Soham Sinha, atualmente no Instituto de Tecnologia da Geórgia, nos EUA, lançou um projeto livre de implante auditivo.

“Neste trabalho, descrevemos o desenvolvimento e testes audiológicos rigorosos de um aparelho auditivo mínimo, impresso em 3D e de custo ultrabaixo (US$ 1 em peças). A visão do dispositivo é tornar o aparelho auditivo acessível e viável para idosos com perda auditiva relacionada à idade em países de baixa e média renda,” escreveu a equipe em seu projeto.

Os aparelhos auditivos são uma ferramenta essencial para pessoas com perda auditiva – especialmente a perda auditiva relacionada à idade, que atualmente afeta cerca de 226 milhões de adultos com mais de 65 anos de idade em todo o mundo – a OMS projeta 900 milhões até 2050.

No entanto, a adoção desses aparelhos permanece relativamente baixa, chegando a menos de 3% dos adultos em países de renda baixa e média, contra cerca de 20% dos adultos nos países desenvolvidos.

Embora várias razões contribuam para essa baixa aceitação, incluindo o baixo ganho auditivo de alguns modelos, a equipe acredita que o custo é o fator mais significativo. Embora o preço de fabricação dos aparelhos auditivos tenha diminuído sensivelmente, o preço de varejo de um par varia de US$ 1.000 a US$8.000 nos EUA, garantem os pesquisadores.

Este foi o ensejo para que eles desenvolvessem o LoCHAid, sigla em inglês para “auxílio auditivo de baixo custo”.

Baixo custo e miniaturização

Embora o aparelho possa ser facilmente construído por pessoas ou equipes que contem com os recursos de impressão 3D e montagem eletrônica, se for produzido em massa ele pode custar menos de US$1 – a equipe calcula que, encomendando 10.000 unidades a uma indústria, incluindo fones de ouvido, bateria tipo moeda e suporte, as peças custariam US$0,98.

Os inconvenientes incluem uma vida útil mais curta que os modelos comerciais (atualmente 1,5 ano), bem como seu tamanho relativamente grande, que pode não agradar a todos. Mas os pesquisadores afirmaram já estar trabalhando em um protótipo menor, mas que certamente sairá mais caro e não poderá ser fabricado no estilo faça você mesmo.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email